29 de fevereiro de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

Rede hospitalar economiza R$ 2,4 mi com programa de eficiência energética

Valor economizado foi revertido na melhoria das condições de infraestrutura das unidades da rede

Autor: 27 de novembro de 2023Brasil
3 minutos de leitura
Rede hospitalar economiza R$ 2,4 mi com programa de eficiência energética

Foto: Divulgação/PMC

Um programa de eficiência energética com painéis de energia solar implantados na Rede Mário Gatti, em Campinas (SP), já resultou em uma economia de mais de R$ 2,4 milhões no valor da conta de luz do município desde a sua instalação em 2021. 

A instalação da tecnologia faz parte do Programa CPFL nos Hospitais, no qual já foram investidos pela distribuidora mais de R$ 5,2 milhões para a instalação de usinas fotovoltaicas e a troca de mais de 4,7 mil lâmpadas de LED nas unidades de saúde do Estado de São Paulo. 

“Nós conseguimos, ao longo desses três anos, uma redução acima de 30% na conta de energia, recurso que é reinvestido na Rede Mário Gatti na assistência e na melhoria das condições de infraestrutura, o que permite instalação de mais equipamentos e insumos dentro das unidades para atender a população”, afirma o presidente da Rede Mário Gatti, Sérgio Bisogni.

Seis unidades com energia solar

Atualmente, seis unidades de atendimento da Rede Mário Gatti, em Campinas, já contam com sistemas de energia solar em operação, nos hospitais Mário Gatti, Ouro Verde, além das unidades do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e das UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) São José, Campo Grande e Carlos Lourenço.

Além delas, a Rede Mário Gatti informou que também já solicitou à CPFL que a UPA Anchieta Metropolitana, o prédio onde funcionavam os ambulatórios do Hospital Mário Gatti e a Unidade Pediátrica Mário Gattinho, também sejam incluídos no projeto da concessionária.

Economia em cada unidade

No Hospital Mário Gatti, foram instalados 1.077 painéis fotovoltaicos e a conta de luz mensal média, que era de R$ 231,4 mil em 2021, baixou para R$ 144,5 mil em 2023, uma redução de 37,5%.

No Hospital Ouro Verde foram instalados 1.942 painéis solares. Na unidade, o gasto mensal médio era de R$ 267,7 mil em 2021 e agora passou para R$ 163,4 mil, totalizando uma economia de 38,9%.

Já a redução do gasto na UPA Campo Grande com a instalação de 148 painéis solares foi de 25,3%. A conta média mensal caiu de R$ 13,6 mil para R$ 10 mil em dois anos. Na UPA Carlos Lourenço, com 60 módulos instalados, a conta de luz caiu de R$ 15,4 mil mensais para R$ 11,1 mil.

Por fim, na UPA São José, onde foram instalados 112 painéis solares a economia está sendo de 10,9% (R$ 5,5 mil para R$ 4,9 mil por mês), enquanto que no Samu (com 36 módulos fotovoltaicos) a conta baixou de R$ R$ 3,7 mil para R$ 2,9 mil. 

Henrique Hein

Henrique Hein

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como repórter do Jornal Correio Popular e da Rádio Trianon. Acompanha o setor elétrico brasileiro pelo Canal Solar desde fevereiro de 2021, possuindo experiência na mediação de lives e na produção de reportagens e conteúdos audiovisuais.

3 comentários

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.