21 de abril de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 13,4GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 28,5GW

Simple Energy entra no mercado de GD solar com investimento de R$ 14 mi

Comercializadora de energia estuda investir mais R$ 80 milhões em projetos nos estados do Piauí, Ceará e São Paulo

Autor: 17 de fevereiro de 2023fevereiro 22nd, 2023Brasil
3 minutos de leitura

A Simple Energy anunciou um investimento de R$ 14 milhões em quatro usinas fotovoltaicas na modalidade de geração compartilhada, modelo de GD em que os consumidores não precisam instalar painéis fotovoltaicos ou fazer qualquer intervenção nas residências. 

O primeiro investimento no setor está sendo realizado em sociedade com um fundo que já possui outros empreendimentos do tipo. 

O projeto soma 10 MW de capacidade instalada e é dividido em quatro usinas de 2,5 MW cada, sendo duas na cidade de Divinópolis e duas em Lagoa da Prata, ambas no estado de Minas Gerais, na área de concessão da Cemig. 

Os empreendimentos entrarão em operação nos meses de abril e junho deste ano (90% das obras estão concluídas), e terão capacidade de atender até 4 mil residências.  

“Esse é mais um passo na missão da Simple de se posicionar como um player importante que simplifica o acesso do consumidor brasileiro ao mercado de energia renovável”, disse Gabriel Figueiredo, diretor Jurídico da Simple Energy. 

O diretor de operações e um dos sócios-fundadores da Simple Energy, Mauro Garcia, explica que a iniciativa é parte da estratégia corporativa de diversificação de riscos e de criação de valor sustentável da empresa. 

“Já estávamos nos segmentos de consultoria, gestão e comercialização de energia. Faltava fechar o ciclo com a atividade de geração para nos estabelecer como uma empresa completa em soluções de energia. Entendemos que o melhor caminho era começar pela geração solar distribuída. Com isso, a Simple passa a atuar no varejo atendendo clientes de baixa tensão.”  

Futuros investimentos 

A Simple Energy estuda outros investimentos no mercado de geração solar distribuída, nos estados do Piauí, Ceará e São Paulo. Está em avaliação pela companhia a construção de outras quatro usinas, somando um capex total de R$ 80 milhões. 

A maior parte do aporte será feita com capital próprio, mas a empresa não descarta outras estruturas de financiamento, admitindo até a possibilidade de atrair novos sócios minoritários para o negócio.  

Em sua estratégia, a Simple Energy considera este um caminho que possibilitará a expansão de seus negócios, seja no mercado de varejo da baixa tensão visando novos consumidores dos mais variados perfis, seja atendendo a uma demanda de seus clientes corporativos que têm em sua estratégia o desafio de zerar emissões de carbono em sua cadeia produtiva.

A Simple Energy há 10 anos atua com consultoria, gestão de usinas e consumidores, e comercialização de energia no mercado livre. Atende mais de 300 unidades de consumo e geração. Estes últimos totalizam uma potência instalada de 14 GW, o que representa algo em torno de 8% do volume do SIN (Sistema Interligado Nacional). 

Wagner Freire

Wagner Freire

Wagner Freire é jornalista graduado pela FMU. Atuou como repórter no Jornal da Energia, Canal Energia e Agência Estado. Cobre o setor elétrico desde 2011. Possui experiência na cobertura de eventos, como leilões de energia, convenções, palestras, feiras, congressos e seminários.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.