24 de maio de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.98GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 10,7W

Startups brasileiras são selecionadas para programa de inovação internacional

Empresas terão a oportunidade de demonstrar seus modelos de negócios em nível mundial 

Autor: 2 de julho de 2021Brasil
Startups brasileiras são selecionadas para programa de inovação internacional

Três startups brasileiras estão entre as dez empresas selecionadas do Starter Business Acceleration 2021, o programa de geração de negócios com startups do Grupo EDP – uma multinacional que atua no setor elétrico. 

A edição deste ano contou com 736 inscrições de 78 países e as dez startups selecionadas terão, a partir de agora, a oportunidade de demonstrar seus modelos de negócios para diferentes unidades da EDP, distribuídas no Brasil, Espanha, Estados Unidos e Portugal, e que, juntas, atendem cerca de 12 milhões de clientes. 

Durante o programa, as startups vão ter acesso a benefícios, como o aconselhamento de mentores e especialistas ligados à indústria de energia, visando garantir a essas companhias uma projeção internacional. 

As startups ainda participarão do módulo global da iniciativa, com início programado para julho, onde serão realizados projetos-pilotos para testar suas soluções e validar potenciais oportunidades de negócio junto à EDP. A startup que mais se destacar receberá 50 mil euros para alavancar o seu negócio. 

Além disso, as empresas ainda poderão ser avaliadas pela EDP Ventures, um veículo de investimento de capital de risco para receberem maiores aportes financeiros e conhecimentos acerca do funcionamento do mercado.

Entre as empresas brasileiras selecionadas está a SolarZ, que oferece uma plataforma de monitoramento e pós-venda para o mercado de energia solar. A plataforma possibilita o acompanhamento em tempo real das informações técnicas dos sistemas e de gestão dos clientes, através de um sistema com dashboards e aplicativo, como geração, consumo, payback e créditos. 

A startup está no mercado desde 2020, e já triplicou de tamanho neste ano de 2021. De acordo com Fábio Furtado, um dos sócios da empresa, só no mês de junho, foi alcançada a marca de 2.000 integradores treinados em mentorias sobre pós-venda, gestão, marketing e finanças.

As outras duas empresas são a ONG Litro de Luz, que atua levando iluminação solar a comunidades sem acesso à energia, e a NeuralMind, que desenvolve produtos por meio de técnicas em Inteligência Artificial.

“Ter três startups selecionadas para o módulo global é uma prova da força do ecossistema brasileiro. Tivemos uma seleção muito equilibrada no programa, com soluções bastante inovadoras para o setor elétrico. A qualidade das selecionadas nos impressionou positivamente e agora elas terão oportunidade de apresentar de maneira mais detalhada aquilo que podem oferecer“, destaca Andrea Salinas, diretora de inovação e venture capital da EDP no Brasil.

Henrique Hein

Henrique Hein

Atuou como repórter no jornal Correio Popular e na Rádio Trianon. Possui experiência em produção de podcast, programas de rádio, entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Acompanha o setor de energia solar fotovoltaica, cobrindo as editorias de Mercado e Tendências; Negócios e Empresas; Cases e Bastidores da Política.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.