28 de janeiro de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.63GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 8,84GW

Techlux fortalece parcerias e mira mercado de GD solar

Distribuidora de equipamentos fotovoltaicos ofertará atendimento comercial especializado com estudos de ROI

Autor: 26 de maio de 2021dezembro 9th, 2021Brasil
Techlux fortalece parcerias e mira mercado de GD solar

O principal objetivo é atender o segmento de GD com usinas fotovoltaicas acima de 500 kW

Após firmar parceria com a fabricante de inversores fotovoltaicos Kehua Tech, a distribuidora Techlux anunciou que está apostando no mercado de plantas fotovoltaicas de alta potência de geração.

Segundo a empresa, o principal objetivo é atender o segmento de GD (geração distribuída) com usinas fotovoltaicas acima de 500 kW. 

Para alcançar esta meta a companhia montou uma força tarefa que conta com a participação de um corpo técnico de funcionários – em sua maioria engenheiros – prontos para atender os clientes focados em sistemas de grande porte. Outra vantagem, é que os clientes podem optar pela compra dos equipamentos através da modalidade importação direta.

O intuito é atender esse mercado e ofertar um atendimento comercial especializado, apresentando os melhores equipamentos, através dos estudos de ROI (Retorno de investimento) e o custo de potência por kWh.

Para este mercado, a Techlux está trabalhando com alguns fabricantes de painéis fotovoltaicos que se caracterizam de acordo com a necessidade do cliente.

Entre eles, está a fabricante alemã Tier 1 AE Solar, com capacidade de 2,5 GW e que tem painéis voltados para grandes usinas fotovoltaicas. Além disso, a empresa possui parceria com um fundo de investimento internacional incentivado para projetos de geração de energia por fontes renováveis, oferecendo uma taxa de juros anual muito atrativa ao investimento.

Esta parceria foi formalizada por meio de um acordo de longa duração de compra e venda de energia nomeado de PPA (Power Purchase Agreement).

Outro destaque é a Jolywood, com mais de 3 GW de capacidade de fabricação, pioneira da tecnologia N-Type TOPcon bifacial, que possibilita um payback mais lucrativo devido ao menor índice de degradação deste módulo, garantindo a estabilidade de geração por um período maior.

Já para projetos que buscam um menor custo, a Techlux destaca parcerias com fabricantes Tier 2, que fornecem produtos com um ótimo custo sem perder a qualidade.

Ademais, a empresa também irá disponibilizar um relatório de geração estimado com um pré-projeto, por meio de uma simulação prévia do sistema.

Parceria Kehua e TechLux

Segundo a Techlux, entre os benefícios que a parceria entre Kehua e TechLux proporciona está a disponibilidade de ofertar inversores com potências de 125 kW e 250 kW e a oferta de dez anos de garantia completa dos equipamentos, com possibilidade de estender de cinco a dez anos adicionais.

A Techlux também destaca o programa “Spare Unit” que funciona da seguinte forma: após o cliente atingir um certo nível de potência, terá o direito de receber uma unidade extra de inversor a pronta entrega ou poderá ainda receber em sua própria instalação, para uma troca expressa, caso haja necessidade.

De acordo com Fábio Delgado, diretor da Techlux, “a empresa não esta medindo esforços para melhor atender aos projetos de maior porte, com engenharia, preço e pós-vendas”.

Ericka Araújo

Ericka Araújo

Desde 2020, acompanha o mercado fotovoltaico. Possui experiência em produção de podcast, programas de entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Em 2019, recebeu o Prêmio Jornalista Tropical 2019 pela SBMT (Sociedade Brasileira de Medicina Tropical) e o Prêmio FEAC de Jornalismo. Já atuou como repórter e apresentadora da Rádio Brasil Campinas. Formada pela PUC Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.