23 de abril de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 13,4GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 28,6GW

Tecnologia N-Type é destaque em webinário promovido pela JA Solar

Profissionais do setor debaterão ainda as tendências em energia solar e do mercado de armazenamento

Autor: 15 de setembro de 2023Tecnologia e P&D
3 minutos de leitura
Tecnologia N-Type é destaque em webinário promovido pela JA Solar

Modelo N-Type da JA Solar exposto na Intersolar South America 2023. Foto: Canal Solar

A JA Solar irá promover no dia 28 de setembro, em conjunto com o Canal Solar e a Greener, um webinário para apresentar os lançamentos dos módulos fotovoltaicos da família Deep Blue 4.0 Pro com tecnologia N-Type TOPCon da fabricante.

O encontro virtual, que acontecerá às 18h nas plataformas do Canal Solar, contará ainda com a presença de profissionais do setor que discutirão as tendências em energia solar e armazenamento de energia.

Fernando Castro, Country Manager Brasil da JA Solar, apresentará os números de negócios da empresa e os modelos de painéis que serão lançados para 2024.

Os módulos da família Deep Blue 4.0 são baseados em um novo tamanho de wafer de silício retangular tipo N de última geração, de dimensões 182mmx199mm, que se adapta a diferentes cenários de aplicação e possui diferenciais exclusivos que serão explicados em detalhes no evento.

Entre os destaques da família está o JAM72D42 605~630/LB, que, segundo ele, será o carro-chefe da companhia. O módulo bifacial de 72 células, com potência de até 630 W, possui eficiência superior a 22,5%.

Quem estará também no webinário é Guo Lida, responsável pela área de tecnologia da JA na China. Ela fará uma introdução ao Deep Blue 4.0 Pro e apresentará as tecnologias e tendências com o objetivo de promover novos produtos.

Victor Soares, gerente técnico LATAM da JA Solar, irá trazer mais detalhes sobre os lançamentos da companhia com tecnologia N-Type TOPCon.

Perspectivas para o setor FV e de armazenamento

Além da discussão sobre tecnologia N-Type, o encontro irá explorar como o armazenamento de energia ganha destaque como um dos pilares fundamentais na transição energética, à medida que o mundo avança em direção a uma matriz mais sustentável e limpa.

Para mostrar como o mercado brasileiro está, Márcio Takata, diretor da Greener, trará dados do segmento de baterias, que está atrelado aos setores de GD (geração distribuída) e GC (geração centralizada).

E para falar sobre tecnologias de armazenamento e suas diversas aplicações, Bruno Kikumoto, diretor do Canal Solar, discutirá as principais tendências da GD e da GC no país e como a utilização de baterias é viavelmente econômica.

Estudo da Greener

O novo Estudo Estratégico de Geração Distribuída, do 1º semestre de 2023, publicado pela Greener, abordou as perspectivas para 2024. As distribuidoras que consideram um cenário mais otimista para o ano que vem (66%), têm uma expectativa média de aumento de vendas para o 2º semestre de 2023 de 83%.

Dentre as distribuidoras que tiveram um volume de kits vendidos superior a 200 MWp no 1º semestre deste ano, 40% têm expectativas de um cenário mais pessimista para o próximo ano.

Além disso, a pesquisa relatou que 17% das distribuidoras, que acreditam que o cenário será o mesmo em 2024, totalizaram uma expectativa de aumentar em 515 MWp suas vendas.

Mercado de baterias no Brasil

Outro destaque apresentado no relatório da Greener é sobre o segmento de baterias. O estudo indicou que 25% das empresas que oferecem serviço de instalação com baterias se localizam no estado de São Paulo.

Ademais, relataram que 25% das companhias que oferecem esse serviço venderam pelo menos um sistema fotovoltaico com baterias durante o 1º semestre deste ano

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020. Atualmente, é Analista de Comunicação Sênior do Canal Solar e possui experiência na cobertura de eventos internacionais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.