4 de março de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

Termelétricas serão acionadas para garantir energia nas regiões afetadas pela seca

Medidas do ONS foram aprovadas pelo CMSE e serão implementadas de imediato para minimizar impactos na região amazônica

Autor: 5 de outubro de 2023Setor Elétrico
3 minutos de leitura
Termelétricas serão acionadas para garantir energia nas regiões afetadas pela seca

A 283ª reunião ordinária contou com a presença de diversas autoridades do setor elétrico brasileiro Foto: Ricardo Botelho / MME

O CMSE (Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico) deliberou que serão disponibilizadas, nos próximos dias, as usinas termelétricas nas regiões atingidas pela seca na Região Norte do país.

A proposta, aprovada pelo colegiado durante reunião nesta quarta-feira (04), foi apresentada pelo ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) e pretende garantir a segurança no atendimento de energia elétrica nos estados do Acre e de Rondônia.

Entre as recomendações feitas pelo ONS é que os órgãos competentes declarem a situação excepcional e temporária de escassez hídrica para a bacia, considerando que os cenários de previsão meteorológicas não indicam a melhoria deste cenário nos próximos dias. “Com isso, será possível implementar medidas efetivas urgentes que permaneçam garantindo o suprimento de energia na região”, destacaram.

Em paralelo, com o objetivo de adotar soluções preventivas, o Operador indicou a retomada da disponibilidade das térmicas Termonorte I e II, instaladas em Porto Velho (RO), para complementação do atendimento ao horário de maior demanda de energia nas regiões Acre e Rondônia.

Ainda foi deliberado sobre a realização de um estudo, sob coordenação da SNTEP (Secretaria Nacional de Transição Energética e Planejamento), que contará com o apoio do ONS e da EPE (Empresa de Pesquisa Energética), sobre resiliência climática do sistema elétrico dos estados de Acre, Rondônia e Amapá.

O intuito desta iniciativa, conforme o Operador, é ampliar a capacidade de manter o atendimento eletroenergético em futuros cenários de escassez hídrica e cheias extraordinárias na bacia do rio Madeira.

Durante a reunião do CMSE foi também aprovada a terceira revisão do Plano de Substituição do Parque Gerador do Sistema Elétrico de Roraima, acelerando o processo de entrada em operação das usinas vencedoras do Leilão nº 01/2019-ANEEL e da integração de Boa Vista ao Sistema Interligado Nacional (SIN).

A 283ª reunião ordinária foi presidida por Efrain Cruz, secretário-executivo do MME (Ministério de Minas e Energia). O ministro Alexandre Silveira integrava, durante o encontro, a comitiva que esteve na região Norte, ao lado de Geraldo Alckmin, vice-presidente da República, e de representantes de outros ministérios.

Seca histórica

As decisões excepcionais são consequências da severa seca em bacias da região amazônica, e a estiagem é mais grave nos estados do Acre, Rondônia, Roraima, Amazonas e Amapá.

Nas últimas semanas, por exemplo, a Defesa Civil informou que o rio Madeira registrou o nível de 1,43 metro. Depois disso, uma reunião foi realizada na “Sala de Crise”, entre integrantes de órgãos que monitoram as bacias do rios na Amazônia.

Atualmente, Porto Velho está em estado de alerta. Caso o rio baixe para 1,22 metro, a cidade passa para estado de emergência. Desde agosto, o nível baixou rapidamente. Em menos de uma semana, entre o fim de agosto e início de setembro, o nível do Madeira recuou mais de um metro. Na época, a Defesa Civil já previa uma seca histórica.

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020. Atualmente, é Analista de Comunicação Sênior do Canal Solar e possui experiência na cobertura de eventos internacionais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.