25 de fevereiro de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,8GW

Trina Tracker terá fábrica de rastreadores solares no Brasil

Empresa escolheu Salvador para receber a primeira fábrica fora da China e da Europa

Autor: 30 de agosto de 2023dezembro 21st, 2023Artigos
4 minutos de leitura
Trina Tracker terá fábrica de rastreadores solares no Brasil

A nova fábrica tem previsão de entrar em operação no último trimestre de 2023. Imagem: Trina Tracker

A TrinaTracker, empresa da Trina Solar especializada no desenvolvimento e fabricação de rastreadores solares equipados com Inteligência Artificial, instalará uma fábrica de rastreadores em Salvador (BA).

Com a primeira fábrica fora da China e Espanha, a capacidade de produção de rastreadores aumentará 33,3%, passando de 7,5 para 10 GW anuais.

A nova fábrica tem previsão de entrar em operação no último trimestre de 2023. Inicialmente, terá capacidade para produzir 2,5 GW de rastreadores, mas poderá ser ampliada caso a demanda aumente. Além de atender o mercado local, a unidade brasileira poderá fornecer seguidores para outros países da América Latina.

A marca conta atualmente com duas plantas industriais, uma na cidade de Changzhou (China) e outra em Viana (Espanha), que juntas têm capacidade instalada para produzir o equivalente a 7,5 GW de seguidores por ano.

Segundo Álvaro García-Maltrás, vice-presidente para América Latina da Trina Solar, a produção de rastreadores no Brasil contribuirá para fortalecer a vantagem competitiva tanto da TrinaTracker quanto de sua controladora, a Trina Solar.

“Além da fabricação local permitir prazos de entrega menores em relação aos equipamentos importados, o cliente final poderá contar com linhas de crédito do BNDES/BNB para financiar seus projetos solares”, disse.

Na segunda quinzena de agosto, o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) aprovou a Trina Tracker Brasil como fornecedor credenciado, etapa que antecede a habilitação para que seus produtos e equipamentos possam ser adquiridos por meio de linhas de crédito e programas de financiamento. o banco estadual, como o Finame (Financiamento de Máquinas e Equipamentos).

“A nova fábrica contará com uma equipe especializada e com ampla experiência em rastreadores solares para garantir a correta instalação do equipamento, seu correto start-up e pronto atendimento”, complementou García-Maltrás.

Segundo a empresa, com uma linha de produção amplamente automatizada, a fábrica de Salvador da Bahia reunirá uma equipe multidisciplinar, que inclui especialistas na fabricação de equipamentos mecânicos e eletrônicos, supervisores de montagem e qualidade, profissionais de comércio exterior, logística e finanças, além de um pós-venda. -equipe de vendas.

Os rastreadores de última geração desenvolvidos pela TrinaTracker serão fabricados no Brasil, incorporando o algoritmo de rastreamento inteligente SuperTrack, que calcula o ângulo e o movimento ideais para cada fileira de painéis, a fim de maximizar a produção de energia durante períodos de irradiação difusa e até mesmo em terrenos irregulares com diversas encostas. SuperTrack permite aumentar a geração de energia em até 8%.

De acordo com o último relatório da Wood Mackenzie, empresa especializada em pesquisa energética, a TrinaTracker é uma das maiores fornecedoras de rastreadores solares da América Latina e do Caribe, figurando no Top 5 dos maiores fabricantes.

Com a entrada em operação da planta em Salvador, a empresa espera que as vendas de trackers no mercado brasileiro dobrem no primeiro ano em relação ao volume estimado até o final de 2023, que é de aproximadamente 1 GW.

Este otimismo está relacionado com um aumento significativo de consultas relacionadas a novos projetos de geração distribuída e centralizada. Ressalta-se que a escolha da capital baiana para instalação da usina levou em consideração uma combinação de fatores.

Uma delas é que a região Nordeste abriga a maior parte dos projetos de usinas solares do Brasil. Outra é que Salvador possui porto e rodovias, o que facilita o escoamento da produção.

“A instalação da fábrica TrinaTracker no Brasil é mais uma demonstração da convicção da Trina Solar no potencial de crescimento do mercado solar brasileiro. Temos investido fortemente na produção local e na qualificação cada vez maior de nossos técnicos, com o objetivo de estarmos próximos de nossos clientes para entender suas necessidades e atendê-los cada vez melhor. Acreditamos que desta forma contribuímos efetivamente para o desenvolvimento do setor fotovoltaico”, afirma García-Maltrás.


As opiniões e informações expressas são de exclusiva responsabilidade do autor e não obrigatoriamente representam a posição oficial do Canal Solar.

Ericka Araújo

Ericka Araújo

Head de jornalismo do Canal Solar. Apresentadora do Papo Solar. Desde 2020, acompanha o mercado fotovoltaico. Possui experiência em produção de podcast, programas de entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Em 2019, recebeu o Prêmio Jornalista Tropical 2019 pela SBMT e o Prêmio FEAC de Jornalismo.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.