Usinas solares da Powertis irão gerar quase 3 mil empregos no Brasil

Empresa anunciou que começou a construção de duas plantas solares em dois estados brasileiros
22-03-21-canals-solar-Usinas solares da Powertis irão gerar quase 3 mil empregos no Brasil

A Powertis, companhia da Soltec Power Holdings, anunciou que iniciou a construção de duas usinas fotovoltaicas no Brasil, cada uma com 112,5 MWp. 

Localizadas em Pedranópolis (SP) e Araxá (MG), as plantas irão impulsionar a criação de mais de 2,8 mil empregos, fomentando o trabalho nas comunidades locais e a inclusão das energias renováveis. 

As obras foram iniciadas após Powertis firmar acordos em novembro e dezembro de 2020 com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), dos quais foram aprovados o financiamento de ambos os projetos – sendo R$ 191 milhões para a usina em Pedranópolis e R$ 194 milhões para a planta de Araxá.

“Com a construção destes projetos continuamos garantindo a posição da companhia no Brasil, um mercado com um potencial enorme. Na Soltec Power Holdings mantemos uma aposta clara por aumentar a nossa presença no país, onde contamos com uma posição de liderança e uma fatia de mercado de 35,7%”, disse Raúl Morales, CEO da Soltec.

Mercado brasileiro

A Powertis conta com uma carteira de projetos de mais de 2 GW em diversas fases de desenvolvimento no Brasil. Como exemplo, esta o contrato que foi assinado em março de 2020 com a Focus Energia para o fornecimento de seguidores solares para uma usina de 852 MW – o que corresponde à primeira fase do que será, segundo a empresa, a maior planta na América Latina com seguidores bifaciais.

Além do Brasil, a companhia possui 2 GW na Espanha e mais de um 1 GW em desenvolvimento na Itália. Para os próximos anos, espera continuar aumentando a presença nestes países, assim como analisando a entrada em novos mercados.

Imagem de Mateus Badra
Mateus Badra
Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal