27 de maio de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5.02GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 10,7W

Vivo inaugura usina solar no Rio Grande do Norte

Segundo a Vivo, durante a etapa de construção foram gerados 65 empregos

Autor: 7 de fevereiro de 2022Brasil
Vivo inaugura usina solar no Rio Grande do Norte

Foto: Vivo/Divulgação

A Vivo inaugurou, em Nova Cruz (RN), sua primeira usina de geração distribuída no estado. Construída em parceria com o Grupo Gera, o empreendimento está instalado em uma área de oito hectares e deve gerar 4,905 GWh por ano. 

A energia gerada suprirá o consumo de mais de 320 unidades da Vivo, como lojas, escritórios, antenas e equipamentos de transmissão, localizados na área de concessão atendida pela distribuidora.

Segundo a Vivo, durante a etapa de construção foram gerados 65 empregos. Na fase operacional, são cinco postos fixos de trabalho. 

Caio Guimarães, diretor de Patrimônio da Vivo, apontou que os benefícios da instalação da usina se estendem para a comunidade, para as empresas e para o planeta, com a redução das emissões dos gases de efeito estufa. 

“Além de contribuir com o meio ambiente, por ser renovável e de baixo impacto, a geração distribuída de energia alivia o sistema de distribuição e gera economia, sendo uma importante iniciativa da Vivo nos pilares Ambiental, Social e de Governança (ESG)”, destacou.

A iniciativa integra a estratégia da Vivo para ampliar a produção própria de energia de fontes renováveis. Das 85 usinas do programa de geração distribuída previstas pela empresa para todo o Brasil, 22 já estão em operação, em diferentes regiões do país e com diferentes parceiros, produzindo energia a partir de fontes solar, hídrica ou de biogás.

Segundo a companhia, a produção de GD (geração distribuída) de energia da Vivo no Brasil responderá por 89% do consumo em baixa tensão, atendendo mais de 30 mil unidades da empresa em todo o país, produzindo cerca de 711 mil MWh anualmente.

Ericka Araújo

Ericka Araújo

Desde 2020, acompanha o mercado fotovoltaico. Possui experiência em produção de podcast, programas de entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Em 2019, recebeu o Prêmio Jornalista Tropical 2019 pela SBMT (Sociedade Brasileira de Medicina Tropical) e o Prêmio FEAC de Jornalismo. Já atuou como repórter e apresentadora da Rádio Brasil Campinas. Formada pela PUC Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.