16 de agosto de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5,61GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 12,2W

Win amplia portfólio com foco em zero grid, off-grid e híbridos

A distribuidora de equipamentos fotovoltaicos investiu cerca de R$ 80 milhões neste ano em novos produtos

Autor: 22 de julho de 2021julho 23rd, 2021Brasil
Win amplia portfólio com foco em zero grid, off-grid e híbridos

Visando o potencial do segmento de sistemas zero grid, off-grid e híbridos no país, a Win Energias Renováveis, distribuidora de equipamentos fotovoltaicos pertencente ao Grupo All Nations, ampliou seu portfólio de tecnologias.

Para isso, a empresa investiu cerca de R$ 80 milhões neste ano em novos equipamentos fotovoltaicos, como soluções de grid zero com a tecnologia do fabricante Solis com EPM (Export Power Manager – Gerenciador de Exportação de Energia).

Já para os modelos híbridos, a companhia oferece o serviço de desenvolvimento de projetos sob demanda aos clientes, além de contar com estoque próprio de off-grid a partir de agosto deste ano para as empresas que desenvolvem esses projetos junto aos consumidores finais. 

“De forma geral, podemos dizer que as vantagens desses modelos de equipamentos e as situações que eles resolvem e atendem, possuem benefícios em comum, que é o de prover solução tecnológica para os casos em que o sistema hoje convencional (on grid) não consegue atender, seja por motivos técnicos ou regulatórios”, explica Raone Silva, coordenador da área técnica da Win.

“São tecnologias que cooperam diretamente para expansão do setor e para o alcance de novos perfis de clientes e consumidores que antes não se enquadravam em nenhuma forma de serem atendidos”, acrescenta.

Silva ainda destaca que a incerteza regulatória do mercado fotovoltaico é um dos fatores que está motivando a busca por soluções que não sejam dependentes de uma decisão política, como é o caso dos sistemas off-grid. “Trata-se de uma tendência, juntamente com a questão do armazenamento de energia, que é um assunto em alta no setor, e certamente terá um grande espaço no mercado”, ressalta.

Atualmente, a Win já possui projetos com essas tecnologias instaladas no país, especialmente nos modelos de grid zero e off grid. 

Entre os projetos que a empresa forneceu toda a solução fotovoltaica, inclusive as baterias, está um conjunto de 150 instalações de sistemas autônomos em uma ilha remota localizada na região da Costa Verde, entre Paraty e Angra dos Reis, no Rio de Janeiro. A área não possui fornecimento de energia pela concessionária. A potência das instalações somadas é de aproximadamente 95 kWp.

Já em projetos grid zero, a Win forneceu equipamentos para um projeto em um condomínio empresarial na cidade do Rio de Janeiro, na Barra da Tijuca, de aproximadamente 600 kWp.

Entendas os sistemas e suas diferenças

Os sistemas zero grid são aqueles que, de alguma maneira, limitam e gerenciam a injeção de energia na rede da concessionária, num modelo de autoconsumo. 

Os sistemas off grid, por sua vez, não dependem da estrutura da rede da concessionária para seu funcionamento. Ou seja, são sistemas desconectados da rede elétrica, que contam com a utilização de baterias para armazenamento de energia, ou que geram energia para consumo em tempo real mesmo que não haja armazenamento, como é o caso por exemplo de um sistema de bombeamento de água, que enquanto houver incidência de sol sobre os módulos, haverá bombeamento.

Já os sistemas híbridos possuem o modelo dual funcionalidade, operando de forma similar a um sistema on grid (conectado à rede), porém também conta com a possibilidade de funcionamento quando há ausência ou falta de energia elétrica da rede da concessionária, ativando assim seu sistema de bateria, onde há armazenamento.

Ericka Araújo

Ericka Araújo

Head de jornalismo do Canal Solar. Apresentadora do Papo Solar. Desde 2020, acompanha o mercado fotovoltaico. Possui experiência em produção de podcast, programas de entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Em 2019, recebeu o Prêmio Jornalista Tropical 2019 pela SBMT e o Prêmio FEAC de Jornalismo.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.