28 de janeiro de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.63GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 8,83GW

40% do prédio do Ministério da Defesa opera por meio da energia solar

O sistema fotovoltaico possui otimização de potência de 528 kwp

Autor: 21 de outubro de 2020outubro 28th, 2020Brasil
40% do prédio do Ministério da Defesa opera por meio da energia solar

O Ministério da Defesa (MD) teve redução de mais de 40% na conta de energia mensal após a implantação da sua primeira usina solar fotovoltaica. O investimento total foi de R$ 2,4 milhões e o payback estimado é de seis anos.

O projeto conta com a instalação de 1.600 painéis fotovoltaicos sobre o telhado do prédio anexo ao Ministério da Defesa e ocupa uma área de aproximadamente 3.200 m². O sistema gera, em média, 72.000 KWh/mês.

Thiago D’Arolla Pedrosa Galvão, gerente do departamento de Engenharia e Serviços Gerais (DESEG), destacou a importância da implantação do sistema. “Um dos compromissos mais importantes entre governo, empresa e sociedade é garantir qualidade de vida no planeta, nas próximas décadas. Conscientes dessa responsabilidade, estamos dando um importante passo nesse caminho”, ressaltou.

A usina solar, instalada na Esplanada dos Ministérios, faz parte do projeto-piloto do programa de eficiência dos gastos do Ministério da Defesa.

O sistema pretende suprir mais de 50% da energia consumida pelo Anexo do MD. O objetivo é reduzir 69.513 kg de emissão de dióxido de carbono na atmosfera.

“A mini-usina do Ministério da Defesa é um projeto pioneiro na esfera federal e pode desencadear novas instalações em prédios públicos do plano piloto, popularizando ainda mais a adoção da energia solar fotovoltaica para geração de energia e demonstrando que seu uso é democrático, seja em residências, comércios, indústrias, áreas rurais e agora, em orgãos da esfera governamental”, disse Wladimir Janousek, especialista em energias renováveis.

Vitória Gomes

Vitória Gomes

Jornalista com experiência em reportagens diárias e edição de áudio. Graduanda em Comunicação Social na PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.