27 de janeiro de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.63GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 8,82GW

Renováveis corresponderam por 81% da matriz energética de Alagoas em 2019

Ao total, 3.793 unidades consumidoras se beneficiam do uso de energia limpa e renovável

Autor: 21 de outubro de 2020outubro 28th, 2020Brasil

O estado de Alagoas encerrou 2019 com a marca de 81% do uso energético por meio de recursos renováveis. É o que apontou o BEAL (Balanço Energético de Alagoas), publicado anualmente pela Sedetur (Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo).

“Nós caminhamos para estruturar, cada vez mais, uma política pública assertiva para o planejamento dos setores produtivos e de divulgação das potencialidades do Estado. O número consolidado no BEAL mostra que Alagoas avança efetivamente com boas práticas em prol de toda a sociedade com geração de mais trabalho e de investimentos”, destacou Caio Uchôa, superintendente da Suem (Superintendência de Energia e Mineração) da Sedetur.

A iniciativa faz parte do plano do governo estadual em expandir as fontes renováveis no território alagoense. Desde 2016, projetos estão sendo realizados para fomento de comunidades, associações e cooperativas.

Atualmente, o estado possui 2.224 usinas fotovoltaicas. Ao total, 3.793 unidades consumidoras se beneficiam do uso de energia limpa e renovável.

Ranking de GD solar

De acordo com a ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), o estado de Alagoas está na 20ª colocação no ranking de GD (geração distribuída) fotovoltaica, com 27,4 MW de potência instalada.

Em primeiro, aparece Minas Gerais, com 736,9 MW, seguido do Rio Grande do Sul, com 463,9 MW, e São Paulo, com 462,8 MW.

Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro há mais de um ano, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.