27 de janeiro de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.63GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 8,82GW

ABSOLAR propõe doação de créditos excedentes para hospitais

O destino dos créditos seriam hospitais e demais centros de saúde que estejam atuando no combate à pandemia

Autor: 27 de abril de 2020outubro 3rd, 2020Brasil
ABSOLAR propõe doação de créditos excedentes para hospitais

A ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica) propôs à ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) que créditos excedentes de energia elétrica sejam doados para serviços essenciais no combate ao surto de coronavírus nos próximos seis meses.

O destino dos créditos seriam hospitais e demais centros de saúde que estejam atuando no combate à pandemia.

Considerando os 2,8 GW atualmente instalados de geração distribuída, a doação de 1% desse total, considerando tarifa média do Brasil de R$ 0,56/kWh, resultaria uma economia mensal nesses locais de R$ 2,28 milhões. No caso de 5% de doação, a economia subiria para R$ 11,4 milhões, calcula a ABSOLAR.

Medidas da ANEEL

A ANEEL também divulgou um conjunto de medidas para mitigar os efeitos negativos da pandemia do Covid-19 no setor elétrico brasileiro.

A nota técnica, enviada ao MME (Ministério de Minas e Energia), tem como objetivo prover liquidez financeira ao mercado, evitar a inadimplência intrasetorial, mitigar riscos jurídicos, bem como reduzir os montantes de recursos necessários para o enfrentamento do coronavírus.

WIN_banner_Canal_Solar01_02
Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro há mais de um ano, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.