Adesão ao mercado livre de energia bate recorde

A migração para o segmento já corresponde a 52% do total registrado em 2023
2 minuto(s) de leitura
Migrações já correspondem à metade total registrada em 20223 . Foto: Freepik/Reprodução

A adesão ao mercado livre de energia está aquecida nesses primeiros meses do ano. Segundo a CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica), em janeiro e fevereiro, já foram 3.866 novas migrações, o que corresponde a 52% do total de registros em 2023

Ao total, foram 44.988 cargas, referente a 10 mil unidades a mais do que no começo de março do ano passado.

Para o presidente do Conselho de Administração da CCEE, Alexandre Ramos, o crescimento refere-se às vantagens da livre negociação e o empenho da Câmara para que as migrações acontecessem da melhor forma.

“Fomos muito além do dia a dia operacional e atuamos junto às empresas para orientá-las sobre a abertura. Também otimizamos os nossos processos internos e oferecemos uma extensão dos prazos para que os agentes pudessem resolver eventuais pendências para ingressarem no segmento”, frisou Ramos.

Os 3.866 novos consumidores do segmento acrescentaram carga mensal de cerca de 990 MW. Desse total, 2.846 começaram a participar do modelo de negócio por meio de um comercializador varejista, que é quem facilita o trâmite de migração e gere as operações de compra e venda de energia.

Segundo a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), entre janeiro e início de março já são cerca de 12,1 mil consumidores que avisaram sobre o fim do contrato com as distribuidoras tradicionais para começar a utilizar o mercado livre. 

 


Todo o conteúdo do Canal Solar é resguardado pela lei de direitos autorais, e fica expressamente proibida a reprodução parcial ou total deste site em qualquer meio. Caso tenha interesse em colaborar ou reutilizar parte do nosso material, solicitamos que entre em contato através do e-mail: [email protected].

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal