Aldo investe mais de R$ 1,5 milhão em projetos voltados ao bem-estar da sociedade

A Aldo também participa do combate às consequências do coronavírus
2 minuto(s) de leitura

Em um mercado de crescimento exponencial como o de energia fotovoltaica, uma das premissas da Aldo Solar – distribuidora de equipamentos para geração de energia solar – é espalhar a ideia de que o sucesso pode e deve ser compartilhado.

Como parte da política de retribuir à sociedade o próprio crescimento empresarial, a Aldo investiu mais de R$ 1,5 milhão em seu programa de sustentabilidade. O objetivo é promover ações de cunho social e contribuir com iniciativas de apoio à saúde, esporte e cultura.

Em 2019, por exemplo, R$ 265 mil foram destinados, via Lei Federal de Incentivo à Cultura, a projetos que tinham o Pequeno Príncipe, maior hospital pediátrico do Brasil, localizado em Curitiba, como instituição beneficiada.

A diretora-executiva da instituição, Ety Cristina Forte Carneiro, ressalta que, sem o suporte assegurado por empresas e outros apoiadores, seria impossível investir em assistência, ensino e pesquisa.

“Conseguimos fechar essa conta com o apoio de diferentes setores da sociedade e com o trabalho da nossa maravilhosa equipe de captação, que atua incansavelmente com excelência e compaixão. Todas as crianças são pequenos príncipes e pequenas princesas e, com a união de todos, vamos garantir direito à vida, à educação, à cultura e à equidade”, comentou Ety.

Covid-19

Preocupada com questões relacionadas à saúde, a Aldo também participa do combate às consequências do coronavírus. A empresa está disponibilizando a preço de custo equipamentos de energia solar capazes de garantir o abastecimento de aparelhos essenciais como respiradores, ventiladores e iluminação, que funcionarão como um gerador de energia emergencial, principalmente em hospitais de campanha ou em localidades sem rede.

De acordo com Aldo Teixeira, presidente da Aldo Solar, no caso do Pequeno Príncipe, não se trata apenas de um patrocínio ou aporte de valores, é uma forma de retribuir todo o trabalho que eles dedicam à sociedade.

“Quanto à iniciativa de oferecer equipamentos a preço de custo, é uma ação em que todos ganham: ajudamos numa situação de emergência global em que qualquer auxílio é importante e conseguimos, ainda que em grau abaixo do normal, manter a empresa em atividade e por consequência, manter empregos e toda a cadeia. Só assim conseguimos continuar nosso caminho e ajudando a quem precisa”, concluiu Teixeira.

Imagem de Mateus Badra
Mateus Badra
Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal