22 de janeiro de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.63GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 8,80GW

ANEEL registra mais de 5 mil km de novas linhas de transmissão até outubro

Somente em outubro foram 1.057 km de linhas e de 1.450 MVA em capacidade de transformação

Autor: 2 de dezembro de 2020Setor Elétrico
ANEEL registra mais de 5 mil km de novas linhas de transmissão até outubro

A ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) registrou, até outubro de 2020, a conclusão de 5.296,04 km de novas linhas de transmissão e de 13.352 MVA em transformadores de subestações.

De acordo com a agência, somente em outubro foram 1.057 km de linhas e de 1.450 MVA em capacidade de transformação.

Outro destaque apontado pela ANEEL é que um único empreendimento, nos estados da Bahia e de Minas Gerais, concluiu em outubro 791 km em linhas de transmissão, nos percursos entre as cidades de Caetité (BA) e Janaúba (MG), com 253 km, Poções (BA) e Padre Paraíso (MG), com 323 km, e Padre Paraíso a Governador Valadares (MG), com 215 km.

Os estados com maior quilometragem concluída em 2020 são: Bahia (1.302 km), Pará (887 km) e São Paulo (782,09 km). Em potência ativa acumulada no ano, estão na liderança São Paulo (3.607 MVA), Minas Gerais (2.075 MVA), Goiás (1.619 MVA), e Pará (1.450 MVA).

Apesar da pandemia da Covid-19, a ANEEL informou que tem mantido normalmente o acompanhamento da expansão da transmissão de energia elétrica no Brasil. Entre as inovações em implantação pela fiscalização da agência está, por exemplo, o uso de tecnologias que permitem o acompanhamento permanente de obras por meio de imagens de satélite de alta resolução.

Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro há mais de um ano, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.