21 de abril de 2021
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 3,29 GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 5,35 GW

Carrinho

Antigo lixão será transformado em usina de energia solar em Curitiba

Prefeitura anunciou novas matrizes energéticas, com a adoção de tecnologias sustentáveis, para os próximos 4 anos

Autor: 30 de março de 2021Brasil
Antigo lixão será transformado em usina de energia solar em Curitiba

Paraná segue se destacando quando o assunto é energia sustentável. Segundo dados da ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), o estado está na 5ª colocação do ranking de geração distribuída fotovoltaica com 285,3 MW de potência – o que representa 5,8% da capacidade total instalada no Brasil.

Dentre as cidades que estão contribuindo para alavancar ainda mais esse crescimento, está Curitiba que anunciou no fórum Connected Smart Cities & Mobility realizado este mês novas matrizes energéticas na capital, com a adoção de tecnologias sustentáveis, para os próximos quatro anos. 

Um dos projetos que serão incluídos nessa meta do município, com apoio da C40 (rede de cidades comprometidas com o enfrentamento das mudanças climáticas) e da GIZ (agência de cooperação internacional do governo alemão), é a instalação de uma usina solar pública no lugar do antigo lixão do bairro do Caximba.

Ademais, também estão em desenvolvimento os programas de implantação de plantas fotovoltaicas na rodoviária de Curitiba e nos terminais de ônibus do Pinheirinho, Santa Cândida e Boqueirão.

Leia mais: UFPR inaugura maior usina fotovoltaica em carport do Brasil

“Numa época em que se fala muito sobre aquecimento global, poluição e efeito estufa, Curitiba aposta em uma verdadeira ‘revolução solar’, com soluções ecológicas que mesclam aspectos urbanos com a natureza para combater esses problemas”, disse Leny Toniolo, assessora técnica da Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

Ela lembrou ainda que há quatro anos a prefeitura lançou o Curitiba Mais Energia, que incentiva a implantação em espaços públicos de tecnologias que privilegiam o uso de fontes renováveis.

“O programa começou a virar realidade com a instalação da usina de geração de energia fotovoltaica no Palácio 29 de Março, sede da prefeitura, que está em operação desde 2019″, exemplificou.

Outro ponto ressaltado por Leny é que a solar já faz parte do dia a dia dos curitibanos por meio do programa Cohab Solar. “Desde 2018, módulos fotovoltaicos estão instalados em 26 casas do Moradias Faxinal, no bairro Santa Cândida, gerando economia para os moradores”, disse a assessora técnica. A redução nas contas ultrapassa os 80%, segundo levantamento da prefeitura.

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Experiência como produtor, repórter e apresentador em diferentes veículos de comunicação: mídia impressa, online e televisiva.

Comentar