27 de janeiro de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.63GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 8,82GW

Brasil adia leilões de energia por tempo indeterminado

Vale ressaltar que não se trata de cancelamento dos leilões de 2020 no setor elétrico, mas de uma postergação

Autor: 30 de março de 2020outubro 3rd, 2020Brasil
Brasil adia leilões de energia por tempo indeterminado

O Ministério de Minas e Energia (MME) decidiu postergar, por prazo indeterminado, a realização de leilões para a viabilização de novos projetos de geração e transmissão de energia agendados para 2020, conforme Portaria publicada hoje, 30, no DOU (Diário Oficial da União). A medida foi tomada para o enfrentamento ao contágio decorrente do coronavírus, classificado como pandemia pela OMS (Organização Mundial de Saúde).

Entre os certames adiados estão um agendado para 30 de abril (A-4/A-5), que contrataria termelétricas a gás e carvão, e uma licitação de concessões para novos projetos de transmissão que aconteceria em junho. Também estão na lista os leilões conhecidos como A-4 e A-6, para novos empreendimentos de geração, e pregões para contratar soluções de suprimento a sistemas isolados.

Vale ressaltar que não se trata de cancelamento dos leilões de 2020 no setor elétrico, mas de uma postergação, tendo em vista a confiança que se tem na retomada da atividade econômica, assim que normalizada a situação de saúde pública.

Para conhecimento dos leilões contemplados nessa medida, acesse, abaixo, o link com mais informações:

PORTARIA Nº 134, DE 28 DE MARÇO DE 2020.

Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro há mais de um ano, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.