Brasil adia leilões de energia por tempo indeterminado

Vale ressaltar que não se trata de cancelamento dos leilões de 2020 no setor elétrico, mas de uma postergação

O Ministério de Minas e Energia (MME) decidiu postergar, por prazo indeterminado, a realização de leilões para a viabilização de novos projetos de geração e transmissão de energia agendados para 2020, conforme Portaria publicada hoje, 30, no DOU (Diário Oficial da União). A medida foi tomada para o enfrentamento ao contágio decorrente do coronavírus, classificado como pandemia pela OMS (Organização Mundial de Saúde).

Entre os certames adiados estão um agendado para 30 de abril (A-4/A-5), que contrataria termelétricas a gás e carvão, e uma licitação de concessões para novos projetos de transmissão que aconteceria em junho. Também estão na lista os leilões conhecidos como A-4 e A-6, para novos empreendimentos de geração, e pregões para contratar soluções de suprimento a sistemas isolados.

Vale ressaltar que não se trata de cancelamento dos leilões de 2020 no setor elétrico, mas de uma postergação, tendo em vista a confiança que se tem na retomada da atividade econômica, assim que normalizada a situação de saúde pública.

Para conhecimento dos leilões contemplados nessa medida, acesse, abaixo, o link com mais informações:

PORTARIA Nº 134, DE 28 DE MARÇO DE 2020.

Imagem de Mateus Badra
Mateus Badra
Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal