4 de março de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

Brasil atinge o maior patamar de energia armazenada em 16 anos, diz ONS

Operador apresentou os cenários para os próximos seis meses na reunião do CMSE

Autor: 14 de abril de 2023Setor Elétrico
2 minutos de leitura
Brasil atinge o maior patamar de energia armazenada em 16 anos, diz ONS

Reservatórios deverão ficar acima de 80% em setembro. Foto: Pixabay

Um período úmido favorável e uma coordenação acertada dos reservatórios das hidrelétricas conduzida pelo ONS (Operador Nacional do Sistema) permitiram que a EAR (Energia Armazenada) atingisse, ao final de março, o maior patamar em 16 anos no SIN (Sistema Interligado Nacional), com o Sudeste/Centro-Oeste em 83,1%, subsistema responsável por 70% da energia hídrica do país.

Os dados foram apresentados pelo ONS durante a reunião ordinária de março do CMSE (Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico).

A afluência, em março, superou 100% da MLT (Média de Longo Termo) em três subsistemas: Sudeste/Centro-Oeste (102% da MLT), Norte (103% da MLT) e Sul (114% da MLT).

Apenas o Nordeste apresentou comportamento diferente, com 55% da MLT. Ao longo dos últimos seis meses, o SIN apresentou afluência acima da média em outubro de 2022 (116% da MLT), janeiro de 2023 (117% da MLT) e fevereiro de 2023 (101% da MLT).

As projeções para os próximos seis meses apontam para uma perspectiva favorável, já que foi registrada uma boa recuperação dos principais reservatórios do SIN. Os níveis d’água se mostram favoráveis até o próximo período úmido, que começa em novembro, avalia o ONS.

As projeções de Energia Armazenada do Sudeste/Centro-Oeste para setembro de 2023 são de 82,6%, no cenário mais positivo, e de 76,4%, no limite inferior. Os resultados apontam que em 30 de setembro, o SIN estará com níveis variando entre 74,8% e 81,1%.

Em ambos, as perspectivas de prazo mais curto também são positivas, com indicações de encerramento do mês de abril com a EAR nos percentuais mais elevados nos últimos 11 anos.

Os índices de ENA (Energia Natural Afluente) para o período de abril a setembro de 2023 mostram que as afluências do SIN podem variar entre 80% e 106% da MLT. Se confirmadas, as condições do limite superior serão classificadas entre as melhores dos últimos 12 anos.

Wagner Freire

Wagner Freire

Wagner Freire é jornalista graduado pela FMU. Atuou como repórter no Jornal da Energia, Canal Energia e Agência Estado. Cobre o setor elétrico desde 2011. Possui experiência na cobertura de eventos, como leilões de energia, convenções, palestras, feiras, congressos e seminários.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.