24 de maio de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.98GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 10,7W

BRF firma convênio com Banco do Brasil para instalar sistema fotovoltaico

Multinacional brasileira do ramo alimentício anuncia investimento em energia solar

Autor: 28 de janeiro de 2021Brasil
BRF firma convênio com Banco do Brasil para instalar sistema fotovoltaico

A empresa multinacional brasileira do ramo alimentício BRF, fruto da fusão entre Sadia e Perdigão, divulgou que está trabalhando para ampliar em 50% a autoprodução de energia elétrica por meio de fontes renováveis nos próximos 10 anos.

Para isso, a empresa informou que firmou um convênio com o Banco do Brasil, que disponibilizará R$ 200 milhões em limites de crédito para financiar investimentos na instalação de painéis solares em granjas. 

O projeto-piloto prevê a implantação inicial em um grupo de produtores integrados pré-definidos em Santa Catarina e no Paraná. Na segunda etapa, o programa será ampliado para atingir 100% dos integrados.

Segundo Fábio Stumpf, diretor-geral de Agropecuária da BRF, o prazo total dos contratos será de 10 anos, com taxas pré-fixadas e carência de seis meses para iniciar o pagamento. 

“A BRF está fazendo um pool de compras no mercado de modo que o produtor tenha acesso a um equipamento com tecnologia de ponta, garantia estendida e um custo menor do que se fosse comprar diretamente do fornecedor”, ressaltou. 

De acordo com a companhia, a ideia é montar esse projeto no início de 2021, com a implantação ainda no primeiro trimestre.“A Companhia está pronta para essa nova jornada de crescimento sustentável”, concluiu Stumpft.

Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro há mais de dois anos, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.