21 de janeiro de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.63GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 8,80GW

BYD anuncia participação expressiva de cerca de 1/3 no mercado nacional de módulos

Junto do anúncio, a empresa ressalta a importância dos seus projetos de pesquisa e desenvolvimento

Autor: 29 de agosto de 2019outubro 3rd, 2020Brasil
BYD anuncia participação  expressiva de cerca de 1/3 no mercado nacional de módulos

A empresa chinesa com sede nacional em Campinas, BYD,  atingiu a marca de 1 GW de módulos fotovoltaicos comercializados. Com isto, a empresa mostra a sua importante participação no mercado nacional, que possui aproximadamente 3 GW de módulos instalados. Focados no mercado de geração centralizada durante os anos de 2017 e 2018, a BYD marca agora grande participação no mercado de geração distribuída, vendendo seus produtos através de distribuidores reconhecidos no mercado.

“Grande parte do mercado solar emergente no Brasil optou pelos produtos BYD pela sua qualidade, tecnologia e capacidade de entrega. Ter alcançado quase ⅓ do mercado nacional é prova da nossa excelência”, informou o gerente comercial da empresa.

Junto do anúncio, a empresa ressalta a importância dos seus projetos de pesquisa e desenvolvimento. Um desses projetos implementados foi a construção, em 2017 com parceria da Alsol, de uma planta de 400 kW com capacidade de armazenamento de 1,36 MWh na cidade de Uberlândia.

“A BYD investiu na criação do maior e melhor laboratório de P&D de tecnologias de geração solar na américa latina. Até o final de 2019 o laboratório será finalizado e então doado a UNICAMP, a fim de se tornar uma referência de pesquisa e inovação no Brasil”, informou o diretor de sustentabilidade Adalberto Maluf.

A empresa, instalada no Brasil em 2015 com a produção de veículos elétricos, expandiu sua capacidade fabril em 2017 para trazer a fabricação de módulos fotovoltaicos nacionais de alta qualidade.

 

Canal Solar

Canal Solar

Equipe de Engenharia do Canal Solar

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.