BYD começa a comercializar máscaras faciais no Brasil

A medida foi uma forma de auxiliar na segurança de todos os trabalhadores no ambiente de trabalho

Após criar uma das maiores fábricas de máscaras do mundo na China, em janeiro desse ano, a BYD decidiu comercializar os produtos também no Brasil. A medida visa auxiliar no enfrentamento da pandemia da Covid-19 que afeta o mundo todo, inclusive os brasileiros.

Parte das máscaras produzidas já foi doada à parceiros do setor fotovoltaico. A medida foi uma forma de auxiliar na segurança de todos os trabalhadores no ambiente de trabalho.

Segundo a BYD, as máscaras possuem tripla camada de proteção, são de fácil respiração e possuem encaixe apropriado para garantir a proteção. Além disso, são feitas com materiais ultra macios e de alta qualidade.

A iniciativa, que chega no Brasil, teve a idealização do presidente global da BYD, Wang Chuanfu, que decidiu, em janeiro, criar uma fábrica para produzir máscaras faciais e gel esterilizante com o objetivo de ajudar a sociedade a reduzir a severa escassez de máscaras em meio à pandemia. Um mês depois, se tornou uma das maiores fabricantes do produto no mundo.

A força-tarefa liderada por Wang Chuanfu é composta por diferentes divisões de negócios e mais de 3 mil engenheiros. Hoje, a fábrica está funcionando 24 horas por dia e é capaz de produzir 5 milhões de máscaras diariamente.

“A pandemia do Coronavírus é um grande desafio para o mundo, que requer um esforço conjunto, assim como a questão climática, que demanda cooperação entre organizações multilaterais”, afirmou Adalberto Maluf, diretor de marketing da BYD no Brasil.

Imagem de Ericka Araújo
Ericka Araújo
Head de jornalismo do Canal Solar. Apresentadora do Papo Solar. Desde 2020, acompanha o mercado fotovoltaico. Possui experiência em produção de podcast, programas de entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Em 2019, recebeu o Prêmio Jornalista Tropical 2019 pela SBMT e o Prêmio FEAC de Jornalismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal