27 de maio de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.99GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 10,7W

Cartão de Todos entra no setor solar ofertando energia para classes C e D

Grupo e empresas associadas já investiram R$ 80 milhões no projeto e, neste ano, devem investir mais R$ 500 milhões

Autor: 3 de março de 2022março 28th, 2022Brasil
Cartão de Todos entra no setor solar ofertando energia para classes C e D

Objetivo é aumentar esta oferta para todos os estados brasileiros até o fim deste ano

Com investimentos de R$ 80 milhões, o Grupo Cartão de Todos Internacional, em parceria com empresas associadas, lançou sua unidade de negócios Energia de Todos para ofertar energia solar para residências, comércios e indústrias, de forma acessível, simples e mais barata.

Hoje, a unidade de negócios já atende mais de 25 mil residências atendidas pela Cemig, sendo que 90% dos clientes são pessoas das classes C e D.

“Nosso modelo de negócios oferece energia limpa e mais barata para as pessoas que mais precisam. Isso proporciona, além de economia, também mais qualidade de vida, seja pelo dinheiro economizado que poderá ser aplicado em outras formas de consumo, seja pela energia sustentável que a pessoa consumiu, participando de uma cadeia de produção que prioriza a proteção ambiental”, explicou Luis Fernando Paroli, CEO e co-founder da Energia de Todos.

O objetivo é aumentar esta oferta para todos os estados brasileiros até o fim deste ano. Porém, para bater esta meta, a unidade precisa contar que outros estados venham a aderir a legislação específica que hoje já vigora em Minas Gerais.

De acordo com o Grupo, para fornecer essa quantidade de energia solar são mais de 27 mil painéis solares instalados em diversas usinas fotovoltaicas espalhadas por diferentes localidades do estado mineiro. A companhia possui parceria operacional com a Solatio Energia Livre.

“Todas as ações do Grupo Cartão de Todos Internacional são pautadas pela entrega de valor aos nossos filiados, por isso, a decisão de transformar a Energia de Todos em uma unidade de negócios. Levou-se em consideração a aderência cultural dessa área da empresa com os propósitos do Grupo”, destacou Tales Vilar, vice-presidente internacional do Grupo Cartão de TODOS. 

Segundo o Grupo, a vantagem da Energia de Todos é ter até 15% de desconto – 10% na própria conta e 5% em cashback – na energia solar injetada mensalmente em sua residência ou comércio.

“Ou seja, o gasto com a energia solar consumida pode ser até 15% mais barato para o usuário, se comparado com os valores pagos atualmente pelos consumidores às distribuidoras. A energia solar é fornecida sem custos adicionais de instalação a qualquer interessado, filiado ao cartão ou não. Ao aderir à Energia de Todos, o usuário concorda automaticamente que a maior parte da energia consumida em sua residência ou estabelecimento será provida através da geração solar”, esclareceu a empresa em nota.

Ainda de acordo com o Grupo, para consolidar o projeto, a cada 3 mil clientes é preciso um investimento de R$ 10 milhões na estrutura das usinas fotovoltaicas. Até o momento, já foram investidos mais de R$ 80 milhões e até o final de 2022 este montante deve chegar a R$ 500 milhões.

Expansão no Brasil

As ambições da Energia de Todos não se restringem ao estado. O CEO e co-founder da Energia de Todos, que já foi CEO da Light, diretor de operações da Cemig e diretor de gestão da Furnas Centrais Elétricas, afirmou que o lançamento da Energia de Todos como uma unidade de negócio é um marco para a popularização e disseminação da energia sustentável no país. 

“A Energia de Todos veio para ajudar a sociedade brasileira em um momento de crise energética gravíssima. Quando expandirmos nossa atuação para todos os estados brasileiros, a mudança será ainda mais significativa, pois o que iremos alcançar representará uma real mudança na matriz energética brasileira, trazendo uma menor dependência da energia hídrica”, concluiu Paroli.

Sunova faz parte da Pesquisa Greener e está entre as TOP 10 empresas de módulos solares mais lembrados do Brasil
Ericka Araújo

Ericka Araújo

Desde 2020, acompanha o mercado fotovoltaico. Possui experiência em produção de podcast, programas de entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Em 2019, recebeu o Prêmio Jornalista Tropical 2019 pela SBMT (Sociedade Brasileira de Medicina Tropical) e o Prêmio FEAC de Jornalismo. Já atuou como repórter e apresentadora da Rádio Brasil Campinas. Formada pela PUC Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.