CCEE e ANEEL lançam novo sistema inovador de Leilões de Energia

A ferramenta traz inovações nas etapas pré e pós-certame, com melhorias na automatização

A CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica), em parceria com a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) disponibilizou, na última sexta-feira (6), o novo sistema de Leilões de Energia. 

A ferramenta traz inovações nas etapas pré e pós-certame, com melhorias na automatização, segurança e na comunicação entre a agência, os agentes e demais instituições envolvidas.

Entre as principais mudanças, está o fim da necessidade de apresentar os documentos e o aporte de garantias financeiras de forma presencial. Agora, todo o processo passa a ser realizado diretamente na plataforma, no módulo de Inscrição.

Com relação às atividades do pós-leilão, a CCEE destacou que os vendedores passam a inserir os documentos diretamente no módulo de Habilitação, sem mais necessidade de envio de documentação física. Ademais, todo o acompanhamento de status e ajustes será realizado pela ferramenta.

Outra novidade apontada está na Gestão das Garantias Financeiras, onde é possível fazer toda a administração das garantias de proposta e de fiel cumprimento. O participante pode acompanhar todas as etapas dessa atividade, desde o aporte até a liberação parcial e integral das respectivas garantias.

“Sistematizamos as atividades que antes eram manuais, hoje o participante não precisa mais comparecer presencialmente na CCEE, todo esse processo foi automatizado”, disse Luciana Lisboa, gerente executiva de Leilões e Mercado Regulado da CCEE.

“Foram construídas dezenas de integrações, eliminando diversas atividades manuais e tornando o processo de inscrição muito mais seguro. Além disso, as interações com o sistema são simples, amigáveis e ricas em informações, o que irá facilitar muito o trabalho dos usuários”, destacou Dario Almeida, gerente executivo de Arquitetura de Sistemas da CCEE.

Almeida ressaltou ainda que a implantação do sistema de leilões é um marco histórico para o processo de gestão de leilões no mercado brasileiro. “Ele disponibiliza uma plataforma digital ampla, robusta e moderna que coloca a gestão dos leilões regulados do Brasil em um patamar de excelência mundial”, concluiu.

Segundo a ANEEL, o novo sistema já será utilizado no Leilão de Energia A-1, marcado para 4 de dezembro. No certame, serão negociados contratos por quantidade de energia elétrica, de qualquer fonte, para dois anos de suprimento (entre 1º de janeiro de 2021 e 31 dezembro de 2022). O preço inicial do leilão será R$160 MWh.

Imagem de Mateus Badra
Mateus Badra
Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal