18 de agosto de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5,61GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 12,3W

Células solares dos tipos P e N e os efeitos LID e LeTID

Saiba quais são as diferença entre as células fotovoltaicas e suas características

Autor: 12 de junho de 2022julho 29th, 2022Artigos técnicos
Células solares dos tipos P e N e os efeitos LID e LeTID

Módulos fotovoltaicos vêm evoluído ao longo dos últimos anos. Foto: Envato Elements

Artigo escrito por Mendelsson Rainer Macedo Neves, Pesquisador do LESF – Laboratório de Energia e Sistemas Fotovoltaicos da UNICAMP

A fabricação de wafers, células e módulos fotovoltaicos segue requisitos e tendências relativos às matérias primas e aos insumos utilizados, sendo que a redução do consumo ou a substituição de alguns materiais pode ser necessária para garantir a disponibilidade, evitar riscos ambientais, reduzir custos e aumentar a eficiência dos produtos. 

A melhoria ou substituição dos materiais resulta no aumento da eficiência dos módulos baseados em silício monocristalino (mono-Si). 

Os módulos do tipo P hoje alcançam eficiências superiores a 20%, enquanto os módulos baseados em células de silício do tipo N, além dos módulos de heterojunção (HJT), fornecem as mais altas eficiências, podendo chegar a 23% ou mais.

De acordo com o International Technology Roadmap for Photovoltaic (ITRPV), o principal elemento de dopagem para o material mono-Si do tipo P é o gálio (Ga). 

O boro (B) seguirá sendo substituído, pois a maior vantagem da dopagem com gálio é a redução significativa da degradação induzida pela luz (LID – Light Induced Degradation) do material tipo P.

Os efeitos de degradação ao longo da vida induzidos pela luz são frequentemente observados no silício cristalino usado na produção de células solares. 

Um dos mais proeminentes é o LID, causado pela ativação induzida por elétrons da combinação entre o boro e o oxigênio nas células do tipo P, um fenômeno que ocorre com maior intensidade no início da utilização do módulo fotovoltaico.

Leia o artigo na integra, clicando aqui e acessando a 10ª da Revista Canal Solar

Canal Solar

Canal Solar

Equipe de Engenharia do Canal Solar

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.