1 de março de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

Com expansão de fábrica em MG, MTR-Arcol quer dobrar produção de estruturas fixas em 2024

Empreendimento possui 10 mil m², 380 funcionários, 8.500 toneladas de estoque mínimo e produz em média 6 MW por dia

Autor: 5 de fevereiro de 2024Mercado
5 minutos de leitura
Com expansão de fábrica em MG, MTR-Arcol quer dobrar produção de estruturas fixas em 2024

Fábrica da MTR-Arcol em Juiz de Fora (MG). Imagem: MTR-Solar/Divulgação

A MTR-Arcol anunciou que quer dobrar a produção de estruturas fixas para usinas de solo em 2024 e chegar a 1 GWp comercializado. Para isso, projeta ampliar a capacidade de produção com novos equipamentos, colaboradores e espaço físico.

O Grupo MTR Solar conta com 18 mil m² de fábricas de equipamentos para usinas solares na cidade de Juiz de Fora (MG). Uma delas é da divisão de “Estruturas” da empresa, a MTR-Arcol, uma joint venture com a Arcol.

A fábrica conta com 10 mil m², 380 funcionários, 8.500 toneladas de estoque mínimo e produz em média 6 MW por dia (1,5 GW/ ano). Em 2023, a MTR Solar alcançou um novo recorde anual, com um volume de 1.200 MWp em trackers solares (aumento de 60% em relação a 2022) e 450 MWp em estruturas fixas comercializadas e contratadas.

A MTR-Arcol oferece projetos modulares de estruturas fixas para usinas de solo, projetadas para atender às necessidades específicas dos clientes. Alguns exemplos incluem:

  • Estruturas de montagem em aço: essas estruturas são feitas de aço que é pós galvanizado resistindo à corrosão e são projetadas para fornecer uma base sólida e estável para os painéis solares. Elas podem ser fixadas diretamente no solo ou em fundações de concreto, dependendo das condições do local;
  • Estruturas de montagem com inclinação ajustável: essas estruturas permitem ajustar o ângulo dos módulos para maximizar a captura de luz solar ao longo do dia e ao longo do ano. Isso aumenta a eficiência da usina e permite melhor aproveitamento dos recursos disponíveis.
Em 2023, a MTR Solar alcançou um volume de 450 MWp em estruturas fixas entregues e contratadas. Imagem: MTR Solar/Divulgação

Em 2023, a MTR Solar alcançou um volume de 450 MWp em estruturas fixas entregues e contratadas. Imagem: MTR Solar/Divulgação

“Nossas estruturas fixas são projetadas de acordo com as normas técnicas NBR 6123 e NBR 8800. A norma NBR 6123 estabelece os critérios para dimensionamento das estruturas em relação às cargas de vento e topografia de cada região, garantindo a resistência necessária para enfrentar as condições climáticas”, disse Adriano Nascimento, diretor da MTR-Arcol.

“Já a norma NBR 8800 define os requisitos para o projeto e fabricação das estruturas metálicas, assegurando a qualidade e segurança do produto. É importante ressaltar que essas normas são seguidas para garantir a confiabilidade da estrutura. Além disso, as estruturas recebem um acabamento galvanizado a fogo por imersão, que consiste em aplicar uma camada de zinco derretido em um tanque sobre o aço imerso no mesmo para protegê-lo da corrosão. Esse processo aumenta consideravelmente a vida útil da estrutura, garantindo sua durabilidade”, explicou.

Em relação ao tipo de estrutura, Nascimento afirmou que é utilizado o modelo monoposte, fabricado em aço estrutural. Esse tipo de estrutura é caracterizado por possuir apenas um suporte principal, o poste, que é fixado por concretagem no solo. Quanto ao grau de inclinação, pode variar de 4° a 23°. “Esse grau de inclinação é importante para ajustar a posição da estrutura de acordo com o local de instalação e sua funcionalidade”

“Dependendo da necessidade do cliente e das características do projeto podemos ainda fabricar estruturas com duas colunas (bi-poste)”, ressaltou. Ademais, os perfis presentes nas estruturas fixas da MTR-Arcol permitem diferentes espaçamentos entre eixos de colunas que podem variar de 3,42 metros até 4,04 metros de vão livre, de acordo com as especificações do projeto do cliente.

Demais características

Segundo a companhia, a estrutura fixa para usinas da MTR-Arcol aceita bem inclinação de terreno e é de fácil instalação e montagem. “A estrutura fixa é 10% a 13% em média do custo total do projeto. O uso de estruturas fixas em usinas solares na China, por exemplo, tem sido amplamente adotado devido a várias razões como custo e relevo”.

“As estruturas fixas oferecem grande estabilidade durante condições climáticas adversas, como ventos fortes e tempestades tanto em terrenos planos quanto em terrenos com declividades mais acentuadas. Isso é especialmente importante em áreas expostas a condições climáticas extremas, como algumas regiões da China e também, hoje em dia, no Brasil por causa do fenômeno El Niño que atinge há alguns anos diversas regiões brasileiras no verão, mas que já esteve atuante também no inverno como no ano passado”, relatou o executivo.

No mercado solar, a empresa já conta com mais de 1,5 GWp instalado. Imagem: MTR Solar/Divulgação

No mercado solar, a empresa já conta com mais de 1,5 GWp instalado. Imagem: MTR Solar/Divulgação

Conforme ele, as estruturas fixas da MTR-Arcol são mais simples em comparação aos sistemas de rastreamento solar. Elas exigem menos manutenção e não tem componentes móveis. “Isso resulta em custos iniciais e operacionais mais baixos. Nossas estruturas são amplamente utilizadas nas usinas solares devido à estabilidade, menor custo e eficiência de tempo de vida mais longa”, finalizou.

Sobre a MTR Solar

No ano passado, o Grupo MTR Solar ultrapassou a marca de 1,5 GW em equipamentos solares comercializados, um crescimento de 45% em relação ao mesmo período do ano anterior. Os principais clientes da MTR são comercializadoras, fundos de investimentos e investidores particulares que veem no segmento de energia um setor estratégico para alocar os recursos em infraestrutura, segmento que cresce em ritmo acelerado e acima da Selic.

No mercado solar, a empresa já conta com mais de 1,5 GWp, mais de 450 usinas atendidas com mais de 2 milhões de módulos instalados e 100 MWh gerados mensalmente. Para 2024, esperam um crescimento acima dos 30% na comercialização de equipamentos. No total, a MTR Solar visa ultrapassar mais de 2 GWp instalados.


Todo o conteúdo do Canal Solar é resguardado pela lei de direitos autorais, e fica expressamente proibida a reprodução parcial ou total deste site em qualquer meio. Caso tenha interesse em colaborar ou reutilizar parte do nosso material, solicitamos que entre em contato através do e-mail: [email protected].

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020. Atualmente, é Analista de Comunicação Sênior do Canal Solar e possui experiência na cobertura de eventos internacionais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.