4 de março de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

COP27: importância das empresas na transição energética

Vice-presidente do Conselho do Pacto Global comenta sobre investimentos em energias renováveis para ação climática

Autor: 16 de novembro de 2022dezembro 10th, 2022Mundo
2 minutos de leitura
COP27: importância das empresas na transição energética

“É preciso criar políticas energéticas seguras”, afirma executiva da Neoenergia. Foto: Freepik

A transição energética com energias renováveis é uma solução para a crise climática e o setor privado está pronto para investir e acelerar a descarbonização.

Esta é a análise de Solange Ribeiro, diretora vice-presidente de Regulação, Institucional e Sustentabilidade da Neoenergia e vice-presidente do Conselho do Pacto Global da ONU.

A executiva participou da 27ª edição da COP-27, que está sendo realizada em Sharm El Sheikh, no Egito, e reforçou a necessidade de aumento da ambição climática entre os países e as empresas.

Hidrogênio verde será destaque na COP-27

Solange afirmou, em evento do Pacto Global, que as empresas são fundamentais para fornecer segurança, preços estáveis de energia ​​e oportunidades de trabalho.

“Descarbonização e rentabilidade são totalmente compatíveis. O setor de energia desempenha um papel crucial para permitir que outros setores alcancem as metas climáticas”, disse.

“As crises atuais demonstram a necessidade de acelerar a transição energética para aumentar a autonomia de energia e reduzir as emissões. A solução estrutural é clara: mais renováveis, mais redes e digitalização”, enfatizou.

Para ela, é necessário que a alta liderança entenda que os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) da ONU não são apenas uma prioridade, e sim valores inseridos nos fóruns mais estratégicos das companhias e nas tomadas de decisão.

Além disso, afirmou que é preciso criar políticas energéticas seguras, incentivar inovação e novas tecnologias como o hidrogênio verde e promover parcerias multissetoriais.

Segundo Solange Ribeiro, o avanço da transição energética com bases sustentáveis irá requerer vultuosos investimentos. “Os investidores já compreenderam que apostar em empresas que adotam a sustentabilidade em sua estratégia representa menor risco aos negócios”.

“Este movimento do mercado de capital está alinhado à estratégia ESG da Neoenergia e percebemos como grande oportunidade para acelerar nossos investimentos no crescimento de nosso parque renovável, modernização e digitalização da rede e ampliação das linhas de transmissão, necessárias para a descarbonização e eletrificação da economia brasileira”, concluiu.

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020. Atualmente, é Analista de Comunicação Sênior do Canal Solar e possui experiência na cobertura de eventos internacionais.