25 de fevereiro de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,8GW

Copom corta juros em 0,5 p.p. e projeta novas reduções ao longo de 2024

A notícia é positiva para o mercado de energia solar fotovoltaica, uma vez que a maioria das transações são financiadas

Autor: 9 de fevereiro de 2024Mercado
2 minutos de leitura
Copom corta juros em 0,5 p.p. e projeta novas reduções ao longo de 2024

Imagem: Pixabay

O Copom (Comitê de Política Monetária) decidiu reduzir a taxa básica de juros (SELIC) em 0,50 ponto percentual, passando de 11,75% ao ano para 11,25%.

A boa notícia é que o órgão indicou que o ritmo de cortes dos juros deve prevalecer nas próximas reuniões, segundo ata divulgada na última terça-feira (6). A expectativa é chegar em março em 10,75%.

“Com relação aos próximos passos, os membros do Comitê concordaram unanimemente com a expectativa de cortes de 0,50 ponto percentual nas próximas reuniões e avaliaram que esse é o ritmo apropriado para manter a política monetária contracionista necessária para o processo desinflacionário”, escreveu o Copom. 

As projeções de inflação do Copom situam-se em 3,5% para 2024 e 3,2% para 2025, em linha com as expectativas apuradas pela pesquisa Focus, que encontram-se em torno de 3,8% (2024) e 3,5% (2025). 

O setor de energia elétrica contribuirá para o processo de desinflação do país diante da expectativa de bandeira tarifária verde ao longo de 2024.

A notícia do corte de juros é positiva para o mercado de energia solar fotovoltaica, uma vez que a maioria das transações são financiadas. No primeiro semestre do ano passado, as altas taxas de juros e o maior critério dos bancos na concessão de créditos prejudicou as vendas do setor. 

Wagner Freire

Wagner Freire

Wagner Freire é jornalista graduado pela FMU. Atuou como repórter no Jornal da Energia, Canal Energia e Agência Estado. Cobre o setor elétrico desde 2011. Possui experiência na cobertura de eventos, como leilões de energia, convenções, palestras, feiras, congressos e seminários.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.