16 de agosto de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5,61GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 12,2W

Distrito Federal recebe sessões de cinema movido a energia solar

Curtas-metragens e filmes brasileiros serão exibidos com o auxilio de sistema fotovoltaico e banco de baterias

Autor: 28 de junho de 2022Eventos
Distrito Federal recebe sessões de cinema movido a energia solar

CineSolar funciona dentro de uma van equipada com placas FV. Foto: Divulgação/CineSolar

Os municípios de Brasília, Ceilândia e Itapoã, ambas no Distrito Federal (DF), receberão nesta semana sessões do projeto Cine Solar – o primeiro cinema itinerante do país movido por energia solar fotovoltaica. 

Com patrocínio da empresa Meta, as sessões acontecem em Brasília nesta terça-feira (28), em Ceilândia na quarta-feira (29) e em Itapoã na quinta-feira (30).

Serão exibidos curtas-metragens brasileiros e os filmes: Pixinguinha; Um Homem Carinhoso; O Auto da Compadecida e Cine Holliúdy, respectivamente, além de um curta especial produzido durante duas oficinas com temática socioambiental por jovens estudantes.  

Nas sessões, que têm entrada gratuita e distribuição de pipoca, o público pode conhecer a estação móvel de ciências, arte, tecnologia, sustentabilidade e cultura de paz, instalada no próprio veículo que carrega todo o cinema. 

CineSolar

CineSolar em dia de sessão. Foto: CineSolar/Divulgação

O CineSolar opera através de duas vans, batizadas de Tupã e Mahura, que foram grafitadas e adaptadas com o sistema fotovoltaico. A tecnologia conta com seis painéis solares da Canadian Solar, de 230 W, além de dois controladores de carga e um inversor de 12 V da Xantrex. 

O equipamento também possui seis baterias, de 240 Ah, que armazenam até 20 kWh, ou seja, 20 horas de autonomia para o sistema (projetor e amplificador), que tem potência média de 1 kW.

Sessões pelo Brasil

Lançado em 2013, o CineSolar é um projeto que promove arte e sustentabilidade, levando o cinema para comunidades afastadas e com acesso à cultura. Ao todo, mais de mil sessões já foram realizadas e com exibição de mais de 200 filmes, entre longas-metragens e curtas, em mais de 450 cidades do país. 

Até dezembro, outras 94 apresentações ocorrerão em 40 municípios de 12 estados brasileiros. O projeto é viabilizado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura e conta com o patrocínio de grandes entidades, como o Grupo CPFL Energia. 

Oficinema

Além das sessões de cinema, o CineSolar também realiza oficinas que integram arte, tecnologia e sustentabilidade, e difundem práticas sustentáveis para o dia a dia, desde a separação dos lixos à reutilização de materiais recicláveis. Até o final do ano mais 27 oficinas serão realizadas pelo Brasil. 

Em Ceilândia e Itapoã, por exemplo, o projeto utiliza a linguagem audiovisual e jogos cooperativos, com crianças e jovens estudantes da rede pública. No encontro são abordados temas da permacultura, agroecologia, bioconstrução e a Carta da Terra, além dos ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) propostos pela ONU (Organização das Nações Unidas). 

“As oficinas são atividades complementares, com uma linguagem muito simples e didática que dialoga de forma lúdica com as crianças e jovens da região. O projeto ajuda o planeta cumprindo 10 dos 17 ODS e colocando o público ainda mais em contato com os temas de sustentabilidade e energia renovável, além de arte e cultura”, explica Cynthia Alario, coordenadora e idealizadora do CineSolar.

Programação

BRASÍLIA
Sessão de cinema:
Data: terça-feira (28).
Horários: 18h – Sessão curtas-metragens; 19h – ‘Pixinguinha, Um Homem Carinhoso’.
Entrada: gratuita.
Local: Praça Zumbi dos Palmares – Setor de Diversões Sul (SDS).

CEILÂNDIA 
Sessão de cinema:
Data: quarta-feira (29).
Horários: 19h – Sessão curtas-metragens; 20h – ‘O Auto da Compadecida’.
Entrada: gratuita.
Local: Praça do Cidadão.

Oficinema Solar:
Data: quarta-feira (29), das 14h30 às 17h.
Local: CEM (Centro de Ensino Médio) 02 de Ceilândia.

ITAPOà
Sessão Cinema:
Data: quinta-feira (30).
Horários: 19h – Sessão curtas-metragens; 20h – ‘Cine Holliúdy’.
Entrada: gratuita.
Local: CEF (Centro de Ensino Fundamental) Doutora Zilda Arns.

Henrique Hein

Henrique Hein

Coordenador da Revista Canal Solar. Atuou no Correio Popular e na Rádio Trianon. Possui experiência em produção de podcast, programas de rádio, entrevistas e elaboração de reportagens. Acompanha o setor solar desde 2020.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.