‘É alucinante o crescimento do mercado fotovoltaico’, diz CEO da Bluesun

Segundo Roberto Caurim, o setor continuará expandindo cada vez mais nos próximos anos

“O mercado fotovoltaico chegou a uma tal maturidade, a um tamanho que ninguém consegue acabar com ele”. Está é a análise do engenheiro Roberto Caurim, CEO da Bluesun Solar do Brasil.

O executivo classifica como alucinante o crescimento do setor. “É um segmento que emprega muito. A Bluesun, por exemplo, começou com quatro, cinco funcionários e, atualmente, já tem mais de cem”, comentou.

A previsão, segundo Caurim, é que em meados de 2021 a empresa tenha aproximadamente 150 colaboradores. “É um mercado que dificilmente conseguem pará-lo. Inclusive, quase dobramos o nosso faturamento nos últimos meses, mesmo em meio à pandemia da Covid-19”.

Ele ressaltou ainda a força da fonte solar. “A tecnologia fotovoltaica vem e passa por cima de um jeito ou de outro. Ninguém consegue lutar contra, pois ela é avassaladora. Podem até dificultar, tentando mudar a REN 482 (Resolução Normativa n.º 482/2012) de tal forma que se torne menos competitiva para nós, porém as baterias estão chegando para alavancar ainda mais o setor”, acrescentou.

Perspectivas para 2021

O engenheiro destacou também que 2021 será o ano do segmento solar. “A tendência é crescer cada vez mais. Acredito que 2021 será um ano fantástico, assim como foi 2020. A gente percebe isso no próprio dólar que deu uma acalmada”, explicou.

Porém, o CEO da Bluesun disse ainda que o Brasil enfrentará alguns problemas relacionados aos custos de importação, que tendem a melhorar a partir de fevereiro ou março.

Imagem de Mateus Badra
Mateus Badra
Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal