5 de julho de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5.09GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 11,3W

Edmond reforça estratégia ESG

Greenfintech terá o apoio de Monalisa Gomes para consolidar agenda voltada aos princípios das boas práticas de governança, social e ambiental

Autor: 29 de outubro de 2021novembro 1st, 2021Brasil
Edmond reforça estratégia ESG

A greenfintech Edmond anunciou a chegada de Monalisa Gomes como conselheira consultiva da empresa com foco nas práticas relacionadas às pessoas, cultura e ESG (Environmental, Social and Governance).

Segundo a companhia, a movimentação está em conformidade com as novas práticas de gestão e inclusão social, além da preocupação da empresa com a preservação do meio ambiente.

“Após a mudança para a Europa, Monalisa intensificou seus estudos e aperfeiçoamentos sobre estratégia para negócios sustentáveis e avaliação da consciência coletiva corporativa voltada para os fatores sociais, ambientais e de governança. Com isso, a profissional retorna ao setor energético com a missão de consolidar a marca da Edmond, no que tange aos princípios do ESG, objetivando a ampliação ao acesso à tecnologia para geração de energia solar”, informou a greenfintech em nota.

“ESG é uma filosofia, estamos orientados a institucionalizar o pensamento de longo prazo. Estudos indicam que as empresas consideradas ‘boas cidadãs corporativas’ têm melhor desempenho do que aquelas que não o fazem. Assim, elas atraem e retém talentos, aumentam a motivação incutindo um senso de propósito e, consequentemente, o pertencimento”, comentou Monalisa.

Na posição de conselheira consultiva, Monalisa terá um lugar estratégico na orientação e direcionamento das ações voltadas às melhores práticas vigentes no conceito de ESG. “Eu vim para somar, a Edmond é uma empresa relevante e que está olhando para frente, não é uma startup que visa somente o lucro, mas sim deixar um legado longevo ao transformar o cenário nacional de energia solar, se adiantando às tendências de consumo de energia limpa”, acrescentou a executiva.

“Não queremos ficar presos ao que o mercado está fazendo e sim focar em transformá-lo, abordar de forma holística a sustentabilidade, fortalecer a resiliência do negócio e demonstrar responsabilidade social corporativa. É sobre ser, se posicionar e adotar postura de empresa do século XXI”, concluiu Monalisa.

EGD e o Marco Legal da GD

Segundo a Edmond, a chegada da executiva e a consolidação da agenda ESG na empresa, coincide com um momento histórico para o setor de energia limpa, que é a aprovação do PL 5829 na Câmara dos Deputados e que tende a se tornar o primeiro Marco Legal da GD (geração distribuída) no país.

A empresa acredita que o Marco Legal abrirá novos horizontes no mercado de autoprodução de energia. “O PL 5.928 visa criar um ecossistema regulatório mais equilibrado para os envolvidos no segmento de mini e microgeração própria de energia elétrica”, afirmou Jackson Chirollo, CEO da greenfintech Edmond.

“Esse marco legal além de fomentar novas linhas de negócios, deve contribuir para uma transformação energética a nível federal, mantendo algumas regras já praticadas, aprimorando novas metodologias e evoluindo nosso atual cenário normativo, garantindo amparo legal aos brasileiros que desejam gerar sua própria energia limpa e permitindo a descentralização energética para que, os ‘prossumidores’ consigam contribuir individualmente para minimizar ao máximo a emissão de gás carbônico”, acrescentou.

“Esse é sem dúvida um momento de transição relevante no que diz respeito à pauta ESG e Ações contra a Mudança Global do Clima, e a energia solar será a grande protagonista para um futuro sustentável”, concluiu Chirollo.

Ericka Araújo

Ericka Araújo

Desde 2020, acompanha o mercado fotovoltaico. Possui experiência em produção de podcast, programas de entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Em 2019, recebeu o Prêmio Jornalista Tropical 2019 pela SBMT (Sociedade Brasileira de Medicina Tropical) e o Prêmio FEAC de Jornalismo. Já atuou como repórter e apresentadora da Rádio Brasil Campinas. Formada pela PUC Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.