Eficiência energética beneficia universitários e ribeirinhos no Pará

O projeto irá contar com uma usina solar fotovoltaica, ônibus e barcos elétricos, sistema de armazenamento à baterias
Eficiência energética beneficia universitários e ribeirinhos no Pará

A UFPA (Universidade Federal do Pará) está desenvolvendo um programa para melhorar a eficiência energética no campus de Belém e das comunidades no entorno da instituição.

Denominado SIMA (Sistema Inteligente Multimodal da Amazônia), o projeto irá contar com uma usina solar fotovoltaica, ônibus e barcos elétricos, sistema de armazenamento à baterias e eletropostos de abastecimento.

O primeiro ônibus previsto no projeto já chegou ao campus e entrará em circulação assim que as atividades escolares forem normalizadas. Trata-se de um ônibus BYD, modelo Viaggio G7 da Marcopolo 1050.

“Serão dois modelos de ônibus elétrico comercial, um urbano e outro rodoviário. O urbano fará o percurso interno ao Campus Guamá, em substituição a um dos veículos a combustível fóssil da frota existente. Já o segundo fará a viagem entre os Campi Guamá e Castanhal da UFPA”, explicou a professora Maria Emília Tostes, uma das responsáveis pelo projeto.

“O terceiro veículo, o barco, está sendo projetado e fabricado como um protótipo. Terá os conceitos de energia renovável com eficiência em sistemas de transporte, garantindo segurança, conforto e baixo custo de operação do sistema proposto”, acrescentou Maria Emília.

De acordo com a professora, as comunidades ribeirinha do entorno da UFPA também serão beneficiadas, já que os moradores poderão usar o barco com geração fotovoltaica própria e baterias para armazenamento para se locomoverem.

UFPA afirma ainda que a infraestrutura do SIMA permitirá a criação de um laboratório em termos de novas tecnologias de transporte, geração de energia integrada com armazenamento, sistema de comunicação wireless em ambiente de florestas e armazenamento de dados distribuído em nuvem.

Segundo a universidade, após os resultados obtidos, o modelo de negócio, que será gerado pelo projeto-piloto do SIMA, estará pronto para ser implementado por diversos setores do mercado.

Imagem de Mateus Badra
Mateus Badra
Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal