Energia solar bate recorde de geração de energia em junho

Em 2 de junho, a fonte atingiu o valor médio diário de 5.444 MWmed
Canal-Solar-Solar-bate-novo-recorde-de-geracao-de-energia-em-junho.jpg
Dado foi apresentado pelo ONS durante o CMSE. Foto: Pixabay

A energia solar no Brasil não para de quebrar recordes. Em 2 de junho, a fonte atingiu o valor médio diário de 5.444 MWmed no Sistema Interligado Nacional (SIN), o que correspondeu a 7,5% da carga. Nesse mesmo dia, também houve recorde de geração solar média horária entre 11 e 12 horas, chegando a 17.542 MWmed, o que correspondeu a 22,8% da carga do SIN.

As informações são do ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) e foram apresentadas na última reunião do CMSE (Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico) na quarta-feira (14).

O Operador também apresentou as perspectivas para a operação do SIN que mostram a expectativa de se atingir, no cenário mais conservador, o terceiro melhor armazenamento do histórico para o final do mês de novembro (entre 59% e 73,5%).

Ao final de maio, foram verificados armazenamentos equivalentes de 86,2%, 81,9%, 89,1% e 98,4% nos subsistemas Sudeste/Centro-Oeste, Sul, Nordeste e Norte, respectivamente. Para o SIN, o armazenamento ao final de maio foi de 87,1%, melhores níveis do SIN dos últimos 12 anos.

O colegiado também foi alertado para o início da configuração do fenômeno El Niño, agora em junho. Os efeitos típicos desta época, no Brasil, estão associados à ocorrência de temperaturas acima da média no Centro-Sul do país e ao aumento da precipitação na região Sul, principalmente na primavera. Também se inicia o período de monitoramento das queimadas nas linhas de transmissão dos subsistemas Norte e Nordeste, devido ao período seco destas regiões.

Expansão da geração e transmissão

A expansão verificada em maio de 2023 foi de aproximadamente 1.286 MW de capacidade instalada de geração centralizada de energia elétrica, 523 km de linhas de transmissão e 2.487 MVA de capacidade de transformação. Assim, em 2023, a expansão totalizou 4.626 MW de capacidade instalada de geração centralizada, 2.969 km de linhas de transmissão e 7.760 MVA de capacidade de transformação. Sobre geração distribuída, a expansão verificada em 2023 foi de 4.943 MW, atingindo o total de aproximadamente 21,3 GW instalados no país.

Imagem de Wagner Freire
Wagner Freire
Wagner Freire é jornalista graduado pela FMU. Atuou como repórter no Jornal da Energia, Canal Energia e Agência Estado. Cobre o setor elétrico desde 2011. Possui experiência na cobertura de eventos, como leilões de energia, convenções, palestras, feiras, congressos e seminários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal