20 de setembro de 2021
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 3,83GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 6,90GW

Carrinho

Energia solar cresce 40% no ano e ultrapassa carvão mineral

Capacidade de potência instalada saltou de 7,47 GW para 10,42 GW e representa 2,1% da matriz energética  

Autor: 14 de setembro de 2021Brasil
Energia solar cresce 40% no ano e ultrapassa carvão mineral

A capacidade de potência solar instalada no Brasil cresceu aproximadamente 40% neste ano, segundo levantamento realizado pelo Canal Solar, com base em dados da ABSOLAR  (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica).

Na última segunda-feira (13), a Associação divulgou os números consolidados da fonte no país, com a atualização dos resultados obtidos pelo setor até o dia 1º de setembro. Segundo o levantamento, o Brasil atingiu a marca de 10,42 GW de potência, sendo 6,61 GW de GD (geração distribuída) e 3,81 GW de GC (geração centralizada).

No primeiro balanço de 2021, divulgado em 5 de janeiro, o país contava com 7,47 GW de potência solar. Ao todo, a fonte já garantiu ao país investimentos superiores a R$ 50 bilhões, sendo R$ 15,9 bilhões somente neste ano.

Fontes de geração

O crescimento avassalador da energia solar no ano também ajudou a fonte superar os números do carvão mineral e se tornar a 6ª maior fonte de geração centralizada do Brasil, com 2,1% da matriz energética. No começo do ano, o percentual era de 1,6%.

O primeiro lugar continua sendo ocupado pelas hidrelétricas, com 58,9% do total, o que reforça a dependência brasileira pelo recurso hídrico. Hoje, como o país enfrenta a pior seca dos últimos 91 anos, a conta de luz está mais elevada e o risco de racionamento aumenta a cada dia.

Por se tratar de uma fonte limpa e renovável, a energia solar também evitou com que mais de 11,3 milhões toneladas de gás carbônico fossem emitidas na atmosfera desde 2012. Deste montante, 10,2 milhões foram evitadas somente em 2021.

Geração distribuída solar

No segmento de GD, Minas Gerais é o estado que mais gerou potência instalada de energia solar no país, com 1,22 GW. Na sequência, aparecem São Paulo (0,83 GW); Rio Grande do Sul (0,8 GW); Mato Grosso (0,5 GW) e Paraná (0,35 GW).

Segundo a ABSOLAR, o Brasil possui hoje mais de 576.086 mil sistemas fotovoltaicos conectados à rede, o que traz uma economia e sustentabilidade a mais de 596 mil unidades consumidoras.

Em número de sistemas, os consumidores residenciais estão no topo da lista, com pouco mais de 435.522 mil instalações, cerca de 71,8% do total. Em seguida, aparecem as empresas dos setores de comércio e serviços (17,3%), consumidores rurais (8,3%), indústrias (2,2%), poder público (0,4%), serviços públicos (0,03%) e iluminação pública (0,01%).

Henrique Hein

Henrique Hein

Atuou como repórter no jornal Correio Popular e na Rádio Trianon. Possui experiência em produção de podcast, programas de rádio, entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Acompanha o setor de energia solar fotovoltaica, cobrindo as editorias de Mercado e Tendências; Negócios e Empresas; Cases e Bastidores da Política. Graduado pela PUC-Campinas

Comentar