Três estados receberão lançamentos de novas usinas solares

Projetos somam R$ 90 milhões em investimentos localizados nos estados do Rio de Janeiro, Goiás e São Paulo
Três estados receberão lançamento de novas usinas solares
Novos projetos somam 15 MW de potência em usinas solares de geração distribuída. Foto: BRS/Divulgação

A BRS (Usinas Brasil Solar) anunciou, nesta semana, o lançamento de cinco novos projetos para usinas solares de GD (geração distribuída) em três estados brasileiros, com mais de R$ 90 milhões em investimentos e 15 MW de potência.

O objetivo da ação é buscar impulsionar a geração de energia limpa e renovável nos estados em que a empresa atua, uma vez que as plantas fotovoltaicas serão instaladas próximas aos pontos de consumo.

Duas delas serão instaladas no Rio de Janeiro (Japeri, 5 MW e Piraí, 5 MW); duas em Goiás (Catalão 1 MW e Hidrolândia, 2 MW), e uma em São Paulo (Dois Córregos, 2 MW). 

Os equipamentos que serão utilizados em todas as usinas são da MTR Solar e quase todos os projetos vão utilizar trackers (somente o projeto no município de Piraí que terá apenas estrutura fixa). 

A expectativa da BRS é que as novas usinas entrem em operação até o final do ano. “Os novos projetos permitirão à BRS expandir sua capacidade de geração de energia solar e melhorar seus processos operacionais”, explicou Rafael D´Angelo, diretor da empresa. 

O executivo comentou também que as novas usinas contribuirão para a criação de empregos verdes locais e para o desenvolvimento socioeconômico das regiões onde as usinas serão instaladas.

“A iniciativa está alinhada com a tendência global de aumento da utilização de energias renováveis, impulsionada pela preocupação com a crise climática e a busca por redução das emissões de gases de efeito estufa”, disse ele. 

O diretor comentou ainda que investir em usinas solares é uma ótima opção de investimento sustentável e rentável a longo prazo. “Os custos de operação e manutenção de uma usina solar são relativamente baixos, o que torna o retorno do investimento mais atrativo”, finalizou.

Usinas Brasil Solar

Com uma década de experiência no mercado, a BRS constrói e viabiliza usinas fotovoltaicas de GD pelo Brasil. Ao todo, a empresa conta com um pipeline de mais de 80 MW de projetos. 

Os projetos desenvolvidos pela companhia envolvem investidores interessados em negócios de baixo risco, previsíveis e com estabilidade de distribuição e são desenvolvidos com a possibilidade de diferentes tamanhos de usinas por região. 

A BRS informou que está em busca de investidores interessados em desenvolver projetos futuros que a empresa tem em seu pipeline. Para mais informações, basta acessar o site da empresa

Todo o conteúdo do Canal Solar é resguardado pela lei de direitos autorais, e fica expressamente proibida a reprodução parcial ou total deste site em qualquer meio. Caso tenha interesse em colaborar ou reutilizar parte do nosso material, solicitamos que entre em contato através do e-mail: [email protected].

Imagem de Henrique Hein
Henrique Hein
Atuou no Correio Popular e na Rádio Trianon. Possui experiência em produção de podcast, programas de rádio, entrevistas e elaboração de reportagens. Acompanha o setor solar desde 2020.

3 respostas

  1. Bom dia
    Tenho uma área de terra no distrito federal.
    Gostaria de saber se vcs não tem interesse em montar uma usina fotovoltaica.
    Obrigado pela atenção.

    Félix gralha

  2. Bom dia, tenho interesse de instalar placas fotovoltaicas na minha fazenda na região do Rio Quente Goiás próximo ao maior manancial de águas thermais ( Pousada do Rio Quente), estou a disposição. A fazenda tem 18 hequitares, fica 4km de Pousada do Rio Quente Goiás.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal