21 de abril de 2021
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 3,29 GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 5,35 GW

Carrinho

Executivo da Leveros destaca importância da qualificação no setor solar

Tiziano Filho também comentou as novidades da empresa para este ano

Autor: 8 de abril de 2021abril 21st, 2021Brasil
Executivo da Leveros destaca importância da qualificação no setor solar

“Pensar na profissionalização com um tema importante para o mercado como um todo”. Essa é análise de Tiziano Filho, CEO da Leveros. Durante participação no podcast Papo Solar, o executivo destacou a importância da qualificação no setor fotovoltaico e comentou sobre algumas novidades da empresa para 2021.

“Estamos entrando com uma proposta de capacitação. Espero que a nossa companhia seja vista com essa missão”, disse Tiziano Filho, ressaltando iniciativas como a do Canal Solar e da Greener, por exemplo, nas áreas de treinamentos e pesquisa. 

“Queremos montar projetos para mostrar todo o funcionamento do processo. Não adianta somente falar como se instala um inversor ou as placas, isso é fundamental. Porém, como é que o integrador atende um cliente? Quais são as estratégias de vendas? Como organiza a empresa dele e como fala de fluxo de caixa”, indagou. 

Portanto, de acordo o especialista, é essencial educar os profissionais que estão optando por esse mercado para fazer com que estes tenham longevidade na área, e não entrar apenas como uma oportunidade de negócio para depois, consequentemente, sair. 

“A primeira venda de solar dentro da Leveros fui eu quem fiz. Fui lá com o cliente, fui conversar, estudei, aprendi e passei credibilidade. O cliente de energia fotovoltaica ele quer confiar que você é alguém que realmente vai resolver o problema dele e que vai fazer o que está prometendo”, explicou.  

“É um sentimento de gratidão que tenho por participar desse setor. Entendemos que esse segmento não é mais parte futuro, faz parte de uma realidade clara. E se profissionalizar para estar nele é a chave para ter a continuidade que eu esperava. Essa é a  bandeira que, dos nossos aprendizados, queremos arrastar ao longo dos anos para contribuir com todos os distribuidores, fabricantes, integradores e clientes finais, fazendo com que o setor fique melhor”, apontou. 

Novidades da Leveros

Ao longo do podcast, o CEO da Leveros ainda comentou as novidades da empresa para 2021 e enfatizou o lançamento de uma campanha no mercado de climatização, que será estendida para o setor de energia solar. Além disso, o executivo informou que entre maio e junho deste ano, a empresa irá implementar uma plataforma de vendas automatizada. 

“Estamos trazendo também, pela primeira vez, o conceito de moeda virtual da Leveros. Essa moeda está sendo criada para que o integrador e o parceiro possam trocar em um monte de outras lojas, além gerar mais negócios para os mesmos em cada compra de kit”, relatou. 

Por esses questões, segundo o empresário, a empresa está gerando uma série de incentivos. “Estamos nos posicionando como distribuidor. Passamos dessa fase de aprendizado, não atuamos mais como integradores. Nos preparamos para sermos um distribuidor que faça a diferença, não só vendendo, como também qualificando”. “Esse foi o processo de transição, e estamos com ótimas perspectivas para 2021. Posso dizer, por exemplo, que neste ano já quase faturamos metade do que lucramos em 2020 inteiro”, destacou.

Entrada no mercado solar

A Leveros, fundada em 1978, é conhecida para prestação de serviço em climatização de ambientes, além de atuar no mercado fotovoltaico. Mas como se deu a entrada da mesma nessa área? 

“Estou em um projeto de climatização por meio de um parceiro e o cliente final que compra fica super feliz, só que no minuto seguinte reclama da conta de luz. Então, começamos a pensar: porque não entrar no segmento solar? O mesmo cliente que está comprando ar-condicionado é o mesmo que vai olhar para geração de energia”, esclareceu Tiziano Filho. 

“Quando olhamos para o restante da cadeia, nos já temos grandes prestadores de serviço, parceiros que fazem as instalações de ar-condicionado. Entretanto, porque não lhes ensinamos também a instalação de placas fotovoltaicas, vender projetos e trabalhar com a gente para que ele amplie o ticket médio dele? Uma vez que suba no telhado para a instalação de um ar-condicionado, já pode aproveitar e montar tudo isso, com boa qualificação suportada por nós”, acrescentou. 

Segundo Tiziano Filho, a decisão da companhia de entrar no setor solar, em definitivo, foi em 2019. “Acredito que o nosso posicionamento hoje é um pensamento de atuação nacional trazendo uma proposta de profissionalização”, finalizou.

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Experiência como produtor, repórter e apresentador em diferentes veículos de comunicação: mídia impressa, online e televisiva.

Comentar