23 de abril de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 13,4GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 28,6GW

Exército brasileiro usa energia solar na Operação Guararapes

Tecnologia oferece eletricidade para as tropas para ligar diversos equipamentos em campo

Autor: 9 de outubro de 2023Tecnologia e P&D
1 minutos de leitura
Exército brasileiro usa energia solar na Operação Guararapes

Foto: Divulgação

A flexibilidade e a disponibilidade de energia limpa tornaram a fonte solar uma aliada das forças armadas. Durante a Operação Guararapes, em um exercício de adestramento em curso no Comando Militar do Nordeste, o Exército brasileiro testou pela primeira vez seu protótipo de Módulo de Energia de Campanha (MEC) com emprego em condições operacionais.

O pequeno sistema fotovoltaico, desenvolvido pelo Departamento de Engenharia e Construção do Exército, possui autonomia para atender diversos equipamentos elétricos simultaneamente, tanto na tensão 127 V como 220 V e dispensa a conexão com a energia da concessionária.

Segundo o Exército, a iniciativa teve como objetivo permitir a definição de critérios técnicos de operacionalização e desempenho quanto à geração e ao armazenamento de energia fotovoltaica em operações militares, buscando, assim, minimizar impactos ambientais durante o emprego da tropa.

A Operação Guararapes é o maior exercício de adestramento do Nordeste e promete ser um marco na história das operações militares brasileiras. O objetivo principal é aprimorar as habilidades e estratégias das forças armadas brasileiras.

Wagner Freire

Wagner Freire

Wagner Freire é jornalista graduado pela FMU. Atuou como repórter no Jornal da Energia, Canal Energia e Agência Estado. Cobre o setor elétrico desde 2011. Possui experiência na cobertura de eventos, como leilões de energia, convenções, palestras, feiras, congressos e seminários.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.