28 de janeiro de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.63GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 8,83GW

GCL-Poly inova em centro de fabricação de polissilício

Autor: 14 de setembro de 2020Mundo
GCL-Poly inova em centro de fabricação de polissilício

A GCL-Poly, uma das principais produtoras mundiais de polissilício, deu início a construção da sua nova instalação de produção. Segundo a empresa, o espaço produzirá 54 mil MT (toneladas métricas) do material.

Com um investimento total de RMB 4,7 bilhões (US$ 686,6 milhões), o projeto será construído em duas fases. A fase 1, já iniciada, contará com uma capacidade de 30 mil MT até junho de 2021, e será expandida para 54 mil MT até o final de 2022.

A empresa usará seu método FBR (reator de leito fluidizado) para a produção em massa de silício na instalação, usado para extração contínua de cristal de silício monocristalino e preparação de lingotes de silício policristalino de alta eficiência.

De acordo com a GCL-Poly, o método possibilita um processo de produção mais curto com menos etapas de pós-processamento, além de apresentar um custo de investimento 30% mais barato. O consumo de energia também é aproximadamente 65% menor do que os métodos mais tradicionais e requer 30% menos de mão-de-obra.

A expansão, com base na capacidade de produção anual de partículas de silício de Jiangsu Zhongneng, que é de 9 mil MT, aliviará ainda a crescente demanda por materiais reinjetados no mercado de silício monocristalino. Ademais, fornecerá produtos de manufatura inteligentes GCL com mais alta tecnologia, melhor processo e menor custo para paridade de rede da indústria fotovoltaica da China.

{loadmoduleid 251}

{loadmoduleid 255}

{rfbcomment}100%{end-rfbcomment}

Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro há mais de um ano, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.