24 de maio de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.98GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 10,7W

Green Yellow adquire 90% das usinas fotovoltaicas de GD da FazSol em Brasília

Com 11 mil painéis, elas têm a capacidade instalada de 4,4 MWp e produzem 7,3 GWh por ano

Autor: 9 de novembro de 2021novembro 18th, 2021Notícias
Green Yellow adquire 90% das usinas fotovoltaicas de GD da FazSol em Brasília

Localizadas na região de Brasília (DF), as usinas têm capacidade instalada de 4,4MWp. Foto: divulgação

A multinacional francesa Green Yellow adquiriu 90% dos ativos de cinco usinas solares de geração distribuída da FazSol, empresa fundada pela japonesa Shizen Energy e pela holding brasileira Espaço Y. 

Localizadas na região de Brasília (DF), as usinas têm capacidade instalada de 4,4MWp. Com 11 mil painéis instalados e em operação desde 2020, elas produzem anualmente 7,3GWh. Atualmente, abastecem com energia solar clientes nos segmentos de aeroportos, condomínios corporativos e redes varejistas.

Com o acordo, a FazSol ainda mantém 10% dos empreendimentos e continua responsável pela gestão da compensação dos créditos dos clientes de geração distribuída que recebem a energia das plantas fotovoltaicas. 

Segundo Bruno Suzart, gerente da Shizen Energy no Brasil, este é o primeiro negócio de fusão e aquisição da FazSol no país. “Fomos muito cuidadosos em buscar um parceiro com sinergia de valores antes de tomar essa decisão, e a GreenYellow, como nós, é uma companhia comprometida com a transição energética do Brasil, e oferece ao mercado soluções de energia somente por meio de fontes renováveis”, declara.

Antes da aquisição, a Green Yellow contava com mais de 40 usinas em construção ou operação, somando 124 MWp de potência instalada. Com o novo acordo, a multinacional francesa pretende continuar sua expansão no Brasil.

“Esta aquisição é desdobramento do nosso plano de crescimento exponencial para os próximos anos, que inclui não apenas a aquisição de ativos de geração distribuída, mas também, daqui para frente, no mercado de geração centralizada”, revelou Fernando Slade, CFO da GreenYellow no Brasil.

De acordo com Roberto Zerkowski, presidente da GreenYellow no Brasil, a meta de crescimento da empresa é arrojada. “Além do uso de novo capital para as aquisições, também estamos reciclando o capital dos projetos operacionais, via emissão de títulos verdes, por exemplo, o que permite liberar toda capacidade financeira do grupo para o crescimento de forma mais rápida”, explicou.

Aline Guevara

Aline Guevara

Atuou como repórter para a VEJA Campinas, a editora Top.co e a revista Viva Saúde. Possui experiência como apresentadora, produção de vídeo, entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Acompanha o mercado fotovoltaico desde 2021. Jornalista graduada pela PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.