4 de março de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

Grupo Gera investe R$ 10 milhões em startup de eficiência energética

Segundo as empresas, o objetivo é ampliar soluções de energia para equipamentos de climatização no Brasil

Autor: 13 de janeiro de 2022junho 1st, 2022Brasil
2 minutos de leitura
Grupo Gera investe R$ 10 milhões em startup de eficiência energética

Com este aporte, a Diel Energia pretende expandir as operações para todo o Brasil. Foto: reprodução

O Grupo Gera, companhia nacional que atua com comercialização e geração de energia renovável, anunciou um investimento de R$ 10 milhões na startup Diel Energia, desenvolvedora de plataforma de gestão de refrigeração para o mercado corporativo.

O objetivo é ampliar as soluções de eficiência energética para equipamentos de climatização no Brasil. De acordo com a empresa, a parcela de consumo elétrico destinado à refrigeração em diversos segmentos pode corresponder de 60% a 80% do total da fatura, sendo este o maior alvo de atuação da startup.

No último ano, por exemplo, a Diel Energia registrou um crescimento de mais de dez vezes nos negócios, impulsionado pela maior busca por redução de custo na conta de luz e o consequente aumento de competitividade no setor produtivo.

Com este aporte, a companhia pretende expandir as operações para todo o Brasil, passando dos atuais 5 mil para 30 mil dispositivos instalados no setor privado. “Todas as empresas com operação crítica que dependem do bom funcionamento do sistema de refrigeração possuem o desafio de aumentar a eficiência energética”, disse Victor Arcuri, diretor e fundador da Diel Energia.

“Nesses casos, é necessário que os equipamentos estejam sempre funcionando para o sucesso da operação, como é o caso de hospitais, clínicas e frigoríficos”, acrescentou.

Segundo Arcuri, um importante exemplo são unidades de medicina diagnóstica, onde equipamentos como a ressonância magnética são extremamente sensíveis à temperatura e umidade. “A não conformidade da sua climatização pode levar à quebra da máquina e ao prejuízo no faturamento”.

O executivo ressaltou ainda que, em grandes varejistas, a enorme quantidade de equipamentos e uma operação ramificada dificultam a gestão e o controle do desempenho de cada unidade. “Obter informações de forma isolada ou não ter acesso aos dados concretos podem levar a tomadas de decisão precipitadas, gerando maior consumo de energia e maior custo de manutenção”, concluiu.

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020. Atualmente, é Analista de Comunicação Sênior do Canal Solar e possui experiência na cobertura de eventos internacionais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.