25 de janeiro de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.63GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 8,81GW

JA Solar anuncia que irá dobrar capacidade produtiva em 2023

Empresa pretende atingir 23 GW, uma alta de 110% frente aos 11 GW registrados em 2020

Autor: 23 de dezembro de 2020março 25th, 2021Notícias
JA Solar anuncia que irá dobrar capacidade produtiva em 2023

A fabricante JA Solar informou que irá dobrar sua capacidade produtiva de wafers/lingotes, células e módulos fotovoltaicos em 2023.

De acordo com a empresa, a expectativa é atingir 23 GW em três anos, uma alta de 110% frente aos 11 GW registrados em 2020. Já para o ano que vem, o objetivo é alcançar 16 GW de potência instalada, o que representaria um crescimento de 45%.

“Hoje, somos a 4ª empresa do ranking mundial de módulos solares da BNEF (BloombergNEF). Os 11 GW de capacidade produtiva são distribuídos em 13 fábricas, que produzem, respectivamente, painéis de 535 W e 480 W (células 182 mm), módulos 450 W (células 166 mm) e módulos 400 W (células 158 mm)”, disse Fernando Castro, Country Manager da JA Solar no Brasil.

“Ao total, realizamos vendas de 10,3 GW em 2019, e agora estamos guardando resultados positivos no ano de 2020”, acrescentou Castro.

De acordo com o executivo, o crescente aumento da demanda mundial fez a empresa lançar planos de expansão bem agressivos, prevendo o crescimento de mais de 100% até o final de 2023.

“Para 2021, teremos finalizado e colocado em operação a construção de novas fábricas, que trarão 6 GW de capacidade produtiva adicional, focados nos produtos de células 182 mm. Ou seja, módulos de 480 W e 535 W e outros que certamente virão”, ressaltou.

Até o final de 2023, ele destacou ainda que mais fábricas serão construídas e irão retrabalhar unidades que atualmente produzem células e módulos de 158 mm, adicionando outros 6 GW, também focados nos produtos de células 182 mm.

Cases da JA no Brasil

A UFES (Universidade Federal do Espírito Santo) inaugurou em março deste ano o maior parque de mineração distribuída de energia solar do estado, com potência de 5,4 MWp. O projeto, que contou com um investimento de R$ 18 milhões, foi elaborado pela Moove Energia Solar em parceria com a JA.

Ademais, a empresa forneceu, em 2018, módulos de vidro duplo PERC mono bifaciais para a fábrica de energia fotovoltaica de 3 MW da SolarGrid, localizada na cidade de São Francisco de Sá (MG). Na época, foi o primeiro projeto de vidro duplo bifacial do país.

Outro case de sucesso apontado foi a planta de Ituverava (BA) de 257 MWp, que entrou em operação em 2016 e utilizou painéis da JA. De acordo com fabricante, foi a primeira usina solar para leilão do Brasil.

WIN_banner_Canal_Solar01_02
Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro há mais de um ano, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.