Projeto HIDS incentiva pesquisas tecnológicas de energias sustentáveis

O prefeito de Campinas (SP), Jonas Donizette, assinou nesta semana o convênio para a criação do HIDS (Hub Internacional de Desenvolvimento Sustentável de Campinas), também conhecido como Zona Franca do Conhecimento.

A medida propõe a implantação de um laboratório vivo de desenvolvimento sustentável e inteligente visando a promoção da urbanização do território integrado à natureza e aos objetivos para o desenvolvimento sustentável estabelecidos pela ONU (Organização das Nações Unidas).

Para Luiz Carlos Kretly, professor da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação da UNICAMP (Universidade Estadual de Campinas) e membro do grupo de trabalho do HIDS, o projeto vai fomentar pesquisas tecnológicas. Entre elas, as de energias sustentáveis.

“Além do aspecto da integração e internacionalização teremos uma visibilidade que nos permitirá ter recursos de várias fontes, inclusive do exterior. Ao promover e fortalecer pesquisas o HIDS vai atuar como importante catalisador de tecnologias para o desenvolvimento sustentável”, destacou o professor.

Kretly ainda acrescentou que a energia solar terá um papel de destaque no projeto. “A fonte fotovoltaica é a que mais perfeitamente se integra com espaços urbanos, pois permite gerar energia elétrica. Ela vai ganhar ainda mais importância pois será necessário produzir eletricidade para abastecer as frotas de veículos elétricos que vão ocupar as cidades no futuro”, enfatizou o professor.

Na assinatura do convênio o prefeito Jonas destacou que Campinas tem potencial para projetos tecnológicos e sustentáveis e que o HIDS engloba todas as áreas. “Uma cidade inteligente vai além da parte tecnológica, é necessário reverter isso em qualidade de vida à população”, afirma o prefeito, Jonas Donizette.

O reitor da UNICAMP, Marcelo Knobel, participou do evento e destacou a relevância do projeto. “É um projeto que tem muitos desafios, envolve universidades, governos e empresas. Tenho certeza de que será de muita qualidade e um marco para Campinas e região. Que esse polo possa ser um espelho para outras cidades, do Brasil e do mundo”.

O projeto

O HIDS, quando finalizado, será um laboratório vivo que funcionará através de parcerias com o governo, empresas, universidades e instituições de pesquisa para testar tecnologias e/ou produtos que auxiliem no cumprimento dos 17 ODS (Objetivos do Desenvolvimento Sustentável) da ONU.

Por meio de uma parceria com a UNICAMP e a prefeitura de Campinas, o BID, Banco Nacional de Desenvolvimento, investiu US$ 1 milhão para dar início na elaboração de um masterplan (planejamento abrangente) do projeto.

A área de planejamento do projeto envolve os campus da UNICAMP (incluindo Fazenda Argentina), da PUC-Campinas, da Facamp e de todo o território do Ciatec II – Polo de Alta Tecnologia, totalizando 11,3 milhões de metros quadrados.

Para acessar a apresentação completa e mais informações sobre o HIDS clique aqui. 

Imagem de Redação do Canal Solar
Redação do Canal Solar
Texto produzido pelos jornalistas do Canal Solar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal