21 de abril de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 13,4GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 28,5GW

JA Solar lança novo módulo fotovoltaico durante a SNEC 2023 

Tecnologia conta com 72 células de 182 mm x 199 mm, potência de 630 W e eficiência superior a 22,5% 

Autor: 26 de maio de 2023maio 29th, 2023Mercado
2 minutos de leitura
JA Solar lança novo módulo fotovoltaico durante a SNEC 2023 

Estande da JA Solar na SNEC 2023 na China. Foto: Divulgação

A JA Solar lançou um novo módulo fotovoltaico no mercado internacional com tecnologia do tipo N durante a SNEC 2023, a maior feira de energia solar do mundo e que está sendo realizada em Xangai, na China, ao longo desta semana.

Chamado de DeepBlue 4.0 Pro, o novo painel solar da empresa conta com 72 células de 182 mm x 199 mm e uma potência de 630 W. A tecnologia possui eficiência superior a 22,5% e pode ser aplicada em telhados residenciais, comerciais e industriais, além de usinas de energia elétrica. 

Baseado na tecnologia de célula Bycium+, o DeepBlue 4.0 Pro possui menor degradação, melhor coeficiente de temperatura, maior ganho de geração bifacial e melhor desempenho de irradiância inferior, segundo a JA Solar. 

Ainda de acordo com a fabricante, o novo painel solar da empresa passou por vários testes de envelhecimento e todos os resultados atendem aos requisitos de teste dos padrões IEC. O módulo obteve as seguintes aprovações críticas antes de seu lançamento: 

  • Certificado TÜV SÜD;
  • Certificado de corrosão por névoa salina;
  • Certificado de corrosão de amônia;
  • Certificado de poeira e areia da TÜV NORD;
  • Certificado Golden Sun para produtos fotovoltaicos;
  • Certificado uniforme de confiabilidade de carga de neve;
  • Certificado de compatibilidade do sistema de rack flexível fotovoltaico da CGC.

O DeepBlue 4.0 Pro também promete entregar maiores lucros para os clientes. Isso porque, quando comparado aos módulos do tipo P em diferentes cenários de aplicação, o custo BOS deste módulos pode ser reduzido de 2% a 4,5% e o LCOE pode ser reduzido em cerca de 2,5% a 6%. 

Já em comparação com a versão original do módulo tipo N, o custo BOS do DeepBlue 4.0 Pro pode ser reduzido em cerca de 1,4% a 2,8% e o LCOE pode ser reduzido em cerca de 0,7% a 1,6%.

Henrique Hein

Henrique Hein

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como repórter do Jornal Correio Popular e da Rádio Trianon. Acompanha o setor elétrico brasileiro pelo Canal Solar desde fevereiro de 2021, possuindo experiência na mediação de lives e na produção de reportagens e conteúdos audiovisuais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.