4 de março de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

Linha de transmissão aumentará em 1,4 GW a capacidade de escoamento de renováveis

São mais de 1.800 km de linhas que escoarão energia eólica e solar produzida no Norte e Nordeste para o restante do Brasil

Autor: 9 de março de 2023Setor Elétrico
2 minutos de leitura
Linha de transmissão aumentará em 1,4 GW a capacidade de escoamento de renováveis

Trechos da nova linha cruzando o Rio Itacaiúnas, no estado do Pará. Foto: Divulgação/ENGIE

O MME (Ministério de Minas e Energia) anunciou que a Linha de Transmissão – LT 500 kV Xingu – Serra Pelada – Miracema/Itacaiúnas entrou em operação nesta semana.

A estrutura, pertencente à empresa Novo Estado Transmissora de Energia, da ENGIE Brasil Energia, tem 500 mil V e ligará a subestação Xingu, próxima à usina de Belo Monte, até duas subestações: Itacaiúnas, ao leste do Pará e Miracema, no estado de Tocantins.

O trecho vai permitir aumentar em até 1.400 MWmed (1.4 GWmed) a capacidade de escoamento de energia eólica e solar entre as regiões, principalmente entre Norte e Nordeste para Centro-Oeste e Sudeste.

“Concluímos uma das mais importantes obras de transmissão de energia elétrica. São mais de 1.800 km de linhas que agregarão confiabilidade e segurança energética ao nosso país, escoando energia limpa e renovável produzida no Norte e Nordeste para todo o restante do Brasil”, disse Alexandre Silveira, ministro de Minas e Energia.

Ao todo, foram construídos 1.831 km de linhas de transmissão em 500 mil V, que necessitaram de 3.634 torres de alta tensão, atravessando 24 municípios. Foram investidos R$ 3,2 bilhões no projeto.

Na visão de Gentil Nogueira, secretário de Energia Elétrica, a estrutura irá permitir aprimorar e potencializar as operações do SIN (Sistema Interligado Nacional).

“Durante o período de chuvas, por exemplo, a linha de transmissão contribuirá para ampliar a capacidade de escoamento da UHE Belo Monte e, durante o período de baixa vazão do rio Xingu, ampliará o escoamento da energia produzida pelas usinas eólicas e solares do nordeste brasileiro”, explicou.

Além da implantação das linhas de transmissão, também foi construída uma nova subestação de energia e ampliada a de outras três. Esse último segmento energizado percorre seis cidades do Sul do Pará (Anapu, Pacajá, Novo Repartimento, Itupiranga, Marabá e Curionópolis).

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020. Atualmente, é Analista de Comunicação Sênior do Canal Solar e possui experiência na cobertura de eventos internacionais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.