19 de agosto de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5,61GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 12,3W

Mineradora Vale adquire projeto fotovoltaico de 1,3 GW em MG

‍Previsto para entrar em operação no quarto trimestre de 2022, o projeto Sol do Cerrado, primeiro cluster da Aurora Energia, foi transferido à mineradora Vale e já está em preparo para implantação.

Autor: 23 de dezembro de 2020janeiro 12th, 2021Brasil
Mineradora Vale adquire projeto fotovoltaico de 1,3 GW em MG

‍Previsto para entrar em operação no quarto trimestre de 2022, o projeto Sol do Cerrado, primeiro cluster da Aurora Energia, foi transferido à mineradora Vale e já está em preparo para implantação.

A usina fotovoltaica está instalada em Jaíba (MG) e terá capacidade de geração de energia de 1,3 GW, sendo que 766 MWp já detém contratos assinados para a conexão ao SIN (Sistema Interligado Nacional Brasileiro).

Segundo a Aurora Energia, o projeto se tornará o maior parque solar da América Latina. A expectativa é que com o projeto a mineradora Vale cumpra a meta de 100% de autoprodução até 2025.

Em sua primeira fase, a planta deve gerar anualmente 1,7 GWh. São mais de 1,4 milhão de painéis solares e 5,5 milhões de metros de cabo. O investimento total é de US$ 513 milhões e mais de 1,5 mil postos de trabalhos devem ser criados durante o processo de implantação. Segundo a Aurora Energia, ainda está sendo licitado os equipamentos para a implantação.

De acordo com a Vale, a usina solar irá atender a 13% da demanda da empresa por eletricidade em 2025 e representará uma redução de custo anual de US$ 70 milhões após entrar em operação.

Os recursos destinados à planta fotovoltaica de Minas Gerais já estão incluídos no orçamento de pelo menos US$ 2 bilhões, anunciado em maio pela companhia, para redução em 33% de suas emissões diretas e indiretas até 2030. A companhia pretende tornar-se uma mineradora carbono neutra em 2050.

Primeiro cluster da Aurora Energia

Atualmente, a Aurora Energia possui mais de 7 GW em licença ambiental no estado de Minas Gerais, sendo a maior parte voltada para geração fotovoltaica – mais de 5 GW.

Segundo Fabrício Lopes, CEO da Aurora Energia, a empresa é totalmente aderente ao compromisso de sustentabilidade ambiental e social. “Os clusters estão para além dos financeiros, pois contribuirão fortemente para o desenvolvimento de Minas e do Brasil como um todo, trazendo um impacto socioeconômico com alto raio de abrangência, sobretudo para as comunidades do norte de Minas”, afirmou.

Ericka Araújo

Ericka Araújo

Head de jornalismo do Canal Solar. Apresentadora do Papo Solar. Desde 2020, acompanha o mercado fotovoltaico. Possui experiência em produção de podcast, programas de entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Em 2019, recebeu o Prêmio Jornalista Tropical 2019 pela SBMT e o Prêmio FEAC de Jornalismo.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.