17 de abril de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 13,1GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 28,5GW

Ministério da Educação cria programa com incentivo às mulheres no setor elétrico

Projeto prevê que, no mínimo, 20% das vagas sejam destinadas às mulheres, visando incentivar a participação feminina no setor

Autor: 5 de maio de 2023Setor Elétrico
2 minutos de leitura
Ministério da Educação cria programa com incentivo às mulheres no setor elétrico

Para mais informações, acesso o edital. Foto: Envato Elements

O Ministério da Educação criou o Qualifica Mais EnergIFE, um programa com o objetivo de qualificar profissionais do setor de energias renováveis, no qual 20% das vagas, no mínimo, serão destinadas às mulheres.

Ao todo, serão investidos R$ 34 milhões em mais de 17 mil vagas para profissionais em instalação de sistemas fotovoltaicos, ampliando a oferta de educação profissional e tecnológica, além de fomentar o setor.

Com o intuito de incentivar a participação feminina no setor de energia elétrica, as vagas são ofertadas por 144 unidades de ensino das instituições federais de educação.

O projeto será executado por meio da bolsa formação no âmbito do Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego), referente à Lei nº 12.513/2011, regulamentado pela Portaria nº 1.042/2021, e pela Resolução FNDE nº 04/2013.

“Esse é um programa que, além de democratizar o acesso ao ensino e enfatizar a importância de mulheres no setor, contribui muito para o desenvolvimento da transição energética no país”, pontua a ABSOLAR.

Para mais informações sobre o Qualifica Mais EnergIFE (Programa para Desenvolvimento em Energias Renováveis e Eficiência Energética nas Instituições Federais de Educação), acesse o edital e saiba como participar pelo site das instituições participantes.

Stella Miranda

Stella Miranda

Produtora do Canal Responde e do Solar em 60. Possui experiência em produção de podcast, elaboração de matérias jornalísticas, entrevistas e produção para rádio. Graduanda em Jornalismo na Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.