21 de abril de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 13,4GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 28,5GW

Nordeste é um ponto estratégico para produção de H2V, aponta CCEE

Somente em janeiro, mais de 9.200 MW médios de energia solar e eólica foram produzidos na região brasileira

Autor: 22 de fevereiro de 2023Brasil
3 minutos de leitura
Nordeste é um ponto estratégico para produção de H2V, aponta CCEE

Nordeste tem chamado a atenção do mundo com o desenvolvimento de projetos de hidrogênio verde. Foto: Freepik

Por sua posição estratégica, com bons ventos e abundância de sol, a região Nordeste do Brasil é uma localidade estratégica para que o Brasil venha a atingir a neutralidade carbono e desponte como um dos principais players do mercado de H2V (hidrogênio verde). 

Somente em janeiro deste ano, a região brasileira produziu mais de 9.200 MW médios de energia solar e eólica, segundo informações da CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica).

Trata-se de um montante que, segundo o orgão, reforça o potencial que a localidade possui para se transformar em um hub de desenvolvimento da fonte, que não gera emissões de carbono e que tem potencial de geração a partir de eólicas em terra (onshore), no mar (offshore) e de plantas fotovoltaicas.

Atualmente, vários estados do Nordeste já estão chamando a atenção do mundo por causa de seus projetos, como o Ceará – com a criação de um Hub do Hidrogênio Verde – e a Bahia, que está investindo mais de US$ 1,5 bilhão no desenvolvimento de um projeto em escala industrial. 

Hidrogênio verde no Brasil

O hidrogênio verde é uma fonte de energia que pode ser usada em processos industriais e atividades dependentes de combustíveis fósseis. Atualmente, diversos países, como Estados Unidos e Japão, já sinalizam para o mundo que estão dispostos a pagar um preço pela fonte. 

Neste sentido, associações e entidades ligadas ao setor de renováveis, destacam que o H2V apresenta para o Brasil uma versatilidade importante no contexto da transição energética, uma vez que pode ser utilizado como fonte de baixo carbono em setores de difícil descarbonização ou como vetor para o armazenamento de energia e exportação. 

Leia também:

Recentemente, um levantamento realizado pela McKinsey & Company avaliou que o Brasil tem totais condições de atingir um patamar destaque no mercado internacional, sobretudo como exportador. 

As projeções da companhia mostram que o país tem condições de produzir e exportar cerca de 3,8 milhões de toneladas de hidrogênio verde até o final de 2040, garantindo assim mais de R$ 6 bilhões com venda da tecnologia, conforme ilustra a imagem abaixo.

Projeção da McKinsey & Company sobre H2V no Brasil. Foto: Canal Solar

 

Henrique Hein

Henrique Hein

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como repórter do Jornal Correio Popular e da Rádio Trianon. Acompanha o setor elétrico brasileiro pelo Canal Solar desde fevereiro de 2021, possuindo experiência na mediação de lives e na produção de reportagens e conteúdos audiovisuais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.