6 de março de 2021
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 3,28 GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 4,90 GW

O que esperar para o setor solar em 2021?

Não haveria luz se não fosse a escuridão. A frase de Lulu Santos é da década de 1980 e ilustra muito bem o nosso 2020. Começamos o ano sob a sombra das incertezas político-econômicas,…

Autor: 22 de dezembro de 2020fevereiro 10th, 2021Opinião
O que esperar para o setor solar em 2021?

Não haveria luz se não fosse a escuridão.

A frase de Lulu Santos é da década de 1980 e ilustra muito bem o nosso 2020. Começamos o ano sob a sombra das incertezas político-econômicas, mas experiência é para isso. Enquanto a gente consegue enxergar, não para de caminhar.

Pensando assim, a Aldo Solar iniciou 2020 reforçando os laços com os maiores fornecedores mundiais para continuar a oferecer o que há de melhor no mundo em equipamentos, tecnologia e uso de energia solar.

Apesar da pouca claridade, nosso “norte” já está estabelecido: incentivar cada vez mais o ato de produzir energia elétrica mais limpa e barata a partir da luz do Sol.

Que escuridão pode desafiar o poder do Astro-Rei?

Na primeira metade do ano, nuvens mais espessas cobriram o mundo com a ameaça imposta pelo novo corona vírus e a pandemia de Covid-19. Mas, amigo, estamos falando de energia solar, da luz do Sol!

Que escuridão pode desafiar ao poder do Astro-Rei? Este brilho nos permitiu atravessar a crise e enxergar perfeitamente o caminho que fez a Aldo distribuir mais de 100 mil geradores de energia elétrica a partir do sol. Não é pouco.

Em sete anos, a fonte gerou mais R$ 34 bilhões em investimos e 200 mil empregos acumulados e mais de R$ 10 bilhões em arrecadação ao poder público. A Aldo tem muito orgulho de fazer parte de um movimento em que o Brasil vem sendo reconhecido como um player importante já que, em apenas dois anos, saltou do 26ª para o 16º maior mercado do mundo, segundo dados da ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica).

O setor de energia solar deve experimentar um crescimento de 50% em GD (geração distribuída), se comparado ao ano passado. Está previsto que o mercado atinja 4,5 GW de potência instalada com 360 mil unidades consumidoras. Foram 180 mil novas unidades adicionadas apenas este ano. Mais uma prova de que os caminhos obscuros propostos pela pandemia, não são páreo para a intensidade da luz e da energia que vêm do Sol.

Mas o que esperar para o setor solar em 2021?

A partir da luz no fim do túnel representada pelas tão esperadas vacinas, a escuridão da Covid-19 estará superada, do ponto de vista do setor de energia solar e se depender da intensidade das atividades da Aldo.

A empresa continua com a visão de que é parte ativa e importante do processo de popularização dos conceitos de conversão da energia do sol em eletricidade, uma das tecnologias propulsoras do desenvolvimento sustentável e ferramenta para que os diversos setores produtivos (agronegócio, indústria, comércio), as pessoas em suas casas e até o poder público, possam ter mais sustentabilidade produzindo sua própria energia elétrica limpa e renovável. O setor tem crescimento estimado em, no mínimo, mais 4,5 GW e 360 mil novas unidades consumidoras, só em 2021.

A Aldo e o setor solar em 2021

Em 2021, a Aldo quer vender, ao menos, outros 100 mil geradores de energia solar, favorecendo a geração de mais de 1 GW de potência instalada. Seriam mais de 30.000 novos empregos em toda a cadeia, segundo informações da ABSOLAR.

Difícil? Nem tanto! Afinal, difícil seria 2020 e nossa luz própria nos guiou ao crescimento. A escuridão não nos assusta. Nossa energia é infinita, vem do Sol e está do nosso lado. Com ela seguimos provando que é na adversidade que a luz se propaga ainda melhor.

Em nome de toda a Aldo desejamos aos nossos parceiros, clientes e amigos um Natal cheio de amor e um 2021 de muita saúde, sucesso e luz!

Aldo Pereira Teixeira

Aldo Pereira Teixeira

Presidente fundador da distribuidora de equipamentos fotovoltaicos Aldo Solar, sediada em Maringá (PR). Atua há anos no setor solar, com experiência em gestão e vendas.

Comentar

Opinião

Como a energia solar deve se tornar um diferencial competitivo nas indústrias?

A história das organizações tem nos mostrado, através do tempo, o quão importante é a gestão de custos para que determinada empresa possa, além de sobreviver, mostrar-se competitiva e estabelecer diferenciais em relação aos seus concorrentes. Não importa se você é adepto de teorias mais clássicas de administração como as de Fayol ou Taylor, ou se está familiarizado e aplica o que há de mais novo na gestão, como as teorias de oceano azul e vermelho, organizações exponenciais e design thinking. Um ponto em comum de qualquer uma dessas teorias é: assim como as nossas unhas precisam ser cortadas constantemente,…
29 de outubro de 2020
Opinião

Código Brasileiro de Energia Elétrica: o que esperar para a GD?

Nosso país possui uma série de leis, decretos, portarias e medidas provisórias que regulamentam o setor elétrico brasileiro. Hoje, qualquer pessoa que  se disponha a entender, ou pelo menos a começar a entender um pouco da complexidade deste segmento, enfrenta algumas dificuldades iniciais. Como responsável pela setor de Regulação da Bluesun do Brasil, destaco que o primeiro entrave está no fato de que a legislação não se encontra compilada. Em decorrência disso, mais árdua se torna a tarefa de descobrir as normas que regem o setor. Sem dúvida, esses dois pontos dificultam em muito o estudo, a consulta e a…
19 de outubro de 2020
Opinião

Como a Lei Geral de Proteção de Dados vai impactar o marketing digital?

A LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), sancionada em 14 de agosto de 2018, passou a vigorar a partir de 18 de setembro de 2020 e causará impactos em empresas de diversos setores, incluindo o marketing, que tem os dados como a principal fonte de análise para compreender a efetividade das estratégias traçadas. Para que a lei pudesse passar a valer, era necessário a criação, por parte do Governo Federal, de um órgão regulador – a ANPD (Agência Nacional de Proteção de Dados) –, que se deu em 27 de agosto de 2020, quando o Senado aprovou a Medida…
5 de outubro de 2020
Opinião

Banco Mundial divulga dados do potencial da energia solar na América Latina

Muito ainda precisa ser feito quando o assunto é explorar o potencial de energia solar fotovoltaica na América Latina, apesar do crescimento do setor na região. Está claro que há muito trabalho por fazer e que, com o apoio massivo dos governos e de todos os segmentos da sociedade, o desenvolvimento traria incontáveis benefícios. Alguns números relevantes foram divulgados pelo Banco Mundial, que vale a pena conferir nesse post. Ferramenta mede potencial de produção de energia solar Um relatório divulgado pelo Banco Mundial revela que um quinto da população do planeta distribui-se entre 70 países com alto potencial para exploração…
29 de setembro de 2020