1 de março de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

Plano de expansão da transmissão prevê investimentos de R$ 56,2 bilhões

Espera-se que R$ 24,7 bilhões (45%) sejam licitados nos dois leilões previstos para 2024

Autor: 8 de janeiro de 2024Setor Elétrico
3 minutos de leitura
Plano de expansão da transmissão prevê investimentos de R$ 56,2 bilhões

Ampliação do Sistema Interligado Nacional é fundamental para garantir a segurança energética. Imagem: Freepik

Atualizada em 09 de janeiro de 2024.

O plano de expansão do sistema de transmissão de energia brasileiro prevê investimentos de R$ 56,2 bilhões, conforme estudos concluídos em novembro de 2023. Segundo a EPE (Empresa de Pesquisa Energética), R$ 37,8 bilhões dizem respeito a investimentos em linhas de transmissão e R$ 18,4 bilhões estão relacionados a subestações.

Os números fazem parte do PET (Programa de Expansão da Transmissão) e PELP (Plano de Expansão de Longo Prazo) Ciclo 2023, os quais apontam as necessidades das instalações para os anos de 2029 e 2030, respectivamente.

Os documentos são publicados duas vezes ao ano e abrangem todas as obras de expansão do SIN (Sistema Interligado Nacional) que ainda não tenham sido autorizadas ou licitadas. Os documentos são relevantes para o mercado por apresentar um panorama das obras previstas no setor elétrico.

Cerca de R$ 24,7 bilhões (45%) dos investimentos serão licitados nos dois leilões de transmissão previstos para ocorrerem em 2024. Já R$ 21 bilhões (55%) compreendem obras a serem licitadas a partir de 2025.

Do total de R$ 55,2 bilhões, 46% (R$ 25,6 bilhões) visam reforço nos sistemas regionais e 56% (R$ 30,6 bilhões) representam os investimentos para o escoamento da geração de energia, principalmente das energias renováveis, como eólica e solar.

Investimentos por região do país

Investimento-em-transmissao-PET_PELP_ciclo-2023.jpg

Fonte: EPE

Os aportes devem beneficiar os estados de Alagoas (R$ 1,70 bi), Bahia (R$ 5,96 bi), Ceará (R$ 2,84 bi), Maranhão (R$ 1,29 bi), Mato Grosso do Sul (R$ 138 milhões), Minas Gerais (R$ 5,40 bi), Paraíba (R$ 770 milhões), Paraná (R$ 1,19 bi), Pernambuco (R$ 2,27 bi), Piauí (R$ 5,07 bi), Rio de Janeiro (R$ 161 milhões), Rio Grande do Norte (R$ 483 milhões), Rio Grande do Sul (R$ 1,91 bi), Santa Catarina (R$ 624,6 milhões), São Paulo (R$ 704,2 milhões) e Tocantins (R$ 1,31 bi).

Para fins de comparação, em 2023 os dois leilões realizados vão demandar R$ 50 bilhões em investimentos no sistema de transmissão.

Versão anterior desta reportagem afirmava erroneamente no título que o investimento total era R$ 55,2 bilhões. O valor correto é R$ 56,2 bilhões.


Todo o conteúdo do Canal Solar é resguardado pela lei de direitos autorais, e fica expressamente proibida a reprodução parcial ou total deste site em qualquer meio. Caso tenha interesse em colaborar ou reutilizar parte do nosso material, solicitamos que entre em contato através do e-mail: [email protected].

Wagner Freire

Wagner Freire

Wagner Freire é jornalista graduado pela FMU. Atuou como repórter no Jornal da Energia, Canal Energia e Agência Estado. Cobre o setor elétrico desde 2011. Possui experiência na cobertura de eventos, como leilões de energia, convenções, palestras, feiras, congressos e seminários.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.