4 de março de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

Plantas solares e eólicas representam 87,6% da capacidade adicionada no ano

No total, entraram em operação no primeiro trimestre 44 usinas eólicas (1,5 GW) e 23 solares (920 MW)

Autor: 10 de abril de 2023Setor Elétrico
2 minutos de leitura
Plantas solares e eólicas representam 87,6% da capacidade adicionada no ano

Matriz elétrica soma 191.323,9 MW de potência fiscalizada até 31 de março. Foto: Pixabay

O Brasil registrou no primeiro trimestre uma expansão de 2.746,5 MW na matriz elétrica – o dobro do crescimento verificado no mesmo período de 2022. As plantas solares e eólicas representaram, juntas, 87,6% da capacidade adicionada no ano. Os números se referem à geração centralizada, ou seja, não considera a geração distribuída.

Até 31 de março, a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) registrou a entrada em operação comercial de 82 usinas, sendo 44 eólicas (1.485 MW), 23 solares fotovoltaicas (920,2 MW), 10 termelétricas (278,1 MW), quatro pequenas centrais hidrelétricas (59,8 MW) e uma central geradora hidrelétrica (3,4 MW).

Considerando apenas o mês de março, a expansão na matriz foi de 708,4 MW concentrados em 28 usinas, sendo 17 eólicas (338,5 MW), oito solares fotovoltaicas (340,3 MW), duas pequenas centrais hidrelétricas (21,3 MW) e uma termelétrica (8,3 MW).

Segundo a ANEEL, as usinas com operação iniciada este ano estão localizadas em 13 estados de quatro regiões brasileiras. Em ordem decrescente, apresentam os maiores resultados até o momento os estados de Minas Gerais (827,7 MW), Rio Grande do Norte (666,4), Bahia (501,6 MW) e Piauí (276,4 MW).

No recorte apenas para o mês de março, Minas Gerais obteve o maior salto, com 333,7 MW provenientes da entrada em operação da Central Geradora Fotovoltaica AC IX.

Capacidade instalada

O Brasil somou 191.323,9 MW de potência fiscalizada até 31 de março, de acordo com dados do Sistema de Informações de Geração da ANEEL, o SIGA, atualizado diariamente com dados de usinas em operação e de empreendimentos outorgados em fase de construção. Desse total em operação, ainda de acordo com o SIGA, 83,6% das usinas são consideradas renováveis.

No total, entraram em operação no primeiro trimestre 44 usinas eólicas (1,5 GW) e 23 solares (920 MW)

Expansão da matriz elétrica brasileira em março de 2023. Fonte: ANEEL

Wagner Freire

Wagner Freire

Wagner Freire é jornalista graduado pela FMU. Atuou como repórter no Jornal da Energia, Canal Energia e Agência Estado. Cobre o setor elétrico desde 2011. Possui experiência na cobertura de eventos, como leilões de energia, convenções, palestras, feiras, congressos e seminários.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.